Festas em boa companhia Festas em boa companhia

Festas em boa companhia

min de leitura

Viva o seu Natal e festeje o seu Ano Novo com comida saborosa à mesa, e os melhores vinhos para a acompanhar.


Publicado em 16-Dez-2021 por José Miguel Dentinho, jornalista

Quando penso no Natal, a primeira coisa que me vem à cabeça são as fatias douradas. Aquelas que são feitas na véspera e se mantêm molhadas, com o sabor da calda de açúcar, ovo e canela intactos, tentadoras a cada dentada. Depois são os frutos secos. As amêndoas torradas, as nozes e os pinhões continuam a ser os meus favoritos, sobretudo os últimos, apesar de o seu preço elevado os afastar cada vez mais da minha casa, a não ser na época natalícia. A melhor companhia para isto tudo é, para mim, um vinho fortificado, como um Porto Tawny ou um Madeira velho, mas também um espumante branco mais complexo, como o Murganheira que sugiro abaixo. Esta conversa escrita fez-me lembrar a deliciosa lampreia de ovos que viajava todos os anos até casa da minha avó Angelina, a partir de uma pastelaria da avenida Fontes Pereira de Melo a cada dia 2 de janeiro, o dos seus anos, que gostava também de experimentar com espumante.

Claro que o Natal também me faz lembrar postas de bacalhau cozido, com lascas saborosas que saem à medida que vou saboreando o repasto, na companhia de batatas, ovo e couves, temperadas com um pouco de alho cortado finamente por mim no prato, e de um bom azeite, de preferência com aromas frutados verdes, amargo e picante. Para este prato, tal como para o peru do dia seguinte, demolhado cá em casa durante dois dias, recheado com miúdos, azeitonas e nozes, entre outras coisas, e assado no forno lentamente, para ficar pronto à hora do almoço, prefiro tinto.

Um pouco de peito, outro de perna, batata frita palha, arroz de miúdos e alface, um vinho da Bairrada ou do Douro, como os que sugiro abaixo, no copo certo e à temperatura certa, e está encontrado um momento de felicidade natalícia no seio da família chegada. Mas as festas não terminam aqui, porque há sempre a passagem do ano, que também gosto de passar em casa, de preferência numa mesa em que haja marisco, de preferência ostras, camarão de espinho e gambas cozidas, mais santola ou sapateira, que preparo habitualmente, incluindo o recheio, para este manter o sabor original a mar. Também há frutos secos, presunto de porco ibérico ou bísaro, enchidos e queijo, porque a noite de passagem do ano é mais longa do que o habitual e sempre se pode comer qualquer coisa antes da deita.

Depois pode ser um peixe assado no forno, um rosbife, um arroz de pato ou mesmo peru assado no forno, se não o tivermos comido no Dia de Natal, porque costuma haver baile familiar de preparação para as 12 badaladas a seguir, o que desgasta, e fogo de artifício em todos os bairros à volta da nossa casa.

As festas Natal e Ano Novo são sempre em dias bons para estar com a família, de preferência com boa comida e os vinhos certos para a acompanhar. Em baixo, junto algumas sugestões entre aqueles que provei. Um feliz Natal para todos e um ano muito bom.

Adega Mayor Gouveio 2020

Produtor: Adega Mayor
Casta: Gouveio
Ano de colheita: 2020

Vinho de aroma intenso, fresco, com notas citrinas, de pera e espargos brancos, boca elegante, volumosa e longa, com algum vegetal no final. Um branco que é boa companhia de pratos de peixe e marisco, que ficará certamente bem com amêijoas à Bulhão Pato, peixe assado no forno, perceves e ostras, mas também alguns queijos de vaca e ovelha pouco intensos. Servir a 8-10 ºC.

Festas em boa companhia | Unibanco

Festas em boa companhia | Unibanco


Cazas Novas Pure

Produtor: Casa Agrícola de Ventozela
Casta: Avesso
Ano de colheita: 2019

Vinho de cor citrina, de aroma contido, fino e elegante, com notas florais, minerais e alguma fruta citrina e de caroço, com corpo, frescura e alguma persistência na boca, com notas de toranja e ameixa branca no final. Um branco para gambas e camarões cozidos, sapateira ou santola, saladas de peixe e marisco, que ficará bem com chocos ou lulas fritas. Servir a 10 ºC.

Festas em boa companhia | Unibanco

Festas em boa companhia | Unibanco


Adega Cooperativa Ponta da Barca Rosé Reserva

Produtor: Adega Cooperativa Ponta da Barca
Castas: Espadeiro e Touriga Nacional
Ano de colheita: 2019

Cor entre o rosa e o rosa velho e aroma fresco, em que se salientam notas de frutos vermelhos. Na boca, é fresco, com boa acidez, longo e persistente. Um vinho para saladas de peixe, marisco e frango que levem frutos vermelhos e bacalhau ou polvo à lagareiro. Também pode ser bebido com pratos de carne com alguma gordura, como rojões ou uma boa feijoada com entrecosto, por exemplo. Servir a 8-10 ºC no copo.

Festas em boa companhia | Unibanco

Festas em boa companhia | Unibanco


Conde D’Ervideira Espumante da Água

Produtor: Ervideira Sociedade Agrícola
Castas: Arinto, Antão Vaz, Gouveio e Alvarinho
Ano de colheita: 2016

A segunda fermentação, a que dá origem a este espumante alentejano, decorre debaixo de água, no fundo da albufeira do Alqueva, onde o processo decorre a temperatura constante e sem luz durante nove meses. O resultado é um vinho fino e elegante, contido, com notas de sílex e fruto tropical a lembrar maracujá e papaia. Na boca, mostra bolha fina e um final longo, fresco e elegante. Um vinho para a companhia de toda a refeição, que ficará certamente bem com camarão frito, grelhado ou cozido, umas fatias finas de presunto de porco ibérico, cabeça de xara, leitão assado à moda da Bairrada ou cabrito assado no forno. Servir a 6-8 ºC no copo.

Festas em boa companhia | Unibanco

Festas em boa companhia | Unibanco


Espumante Murganheira Touriga Nacional Bruto

Produtor: Sociedade Agrícola e Comercial do Varosa
Casta: Touriga Nacional
Ano de colheita: 2011

Espumante produzido na Região de Távora Varosa, de aroma intenso e complexo, no qual se sentem notas de toranja e tangerina, marmelos assados, pão acabado de cozer em forno de lenha e de algum fruto seco. Na boca, é cremoso, fresco e longo, envolvente. É um vinho para a companhia de toda a refeição, desde as entradas às sobremesas que não incluam chocolate ou cacau. Gostei da sua companhia com enchidos e presuntos, e alguns frutos secos, no primeiro dia que o apreciei, com um arroz de lingueirão, no segundo. Mas é um espumante para a companhia de muitos momentos da refeição, que deverá ficar certamente bem com peru assado no forno e uma fatia dourada para terminar. Sirva-o a 10 ºC.

Festas em boa companhia | Unibanco

Festas em boa companhia | Unibanco


Espumante Quinta do Poço do Lobo Rosé

Produtor: Caves S. João
Castas: Pinot Noir e Baga
Ano de colheita: 2011

Este espumante é um belo parceiro de toda a refeição natalícia e ficará certamente bem com bacalhau ou polvo cozidos com batata, ovo e couves da véspera, o peru de Natal cá de casa, ou o cabrito ou borrego assados. Isto para além do leitão assado à moda da Bairrada ou de Negrais, é claro. É um espumante de cor rosada, com laivos de rosa seco, que mostra, no seu aroma complexo, notas de frutos vermelhos, a lembrar morangos e cerejas, pão cozido em forno de lenha e brioche. Na boca, tem cremosidade, textura, e um final longo e persistente. Beber entre os 8 e os 12 ºC em copo de vinho branco, para apreciar melhor os seus aromas e sabores.

Festas em boa companhia | Unibanco

Festas em boa companhia | Unibanco


4 Patamares

Produtor: Quinta da Mata Fidalga
Casta: Baga
Ano de colheita: 2015

Tinto bairradino de aroma complexo, em que se salientam as notas de fruta preta, charuto, caruma e figos secos. Encorpado na boca, tem estrutura, com tanino bem integrado, e final longo e persistente com notas de frutos pretos e secos e caixa de charutos. É um vinho austero, sério, que fica bem com queijos e enchidos, bacalhau assado ou cozido, carnes vermelhas assadas no forno ou chanfana, por exemplo. Tem grande potencial de envelhecimento e deve ser bebido entre os 17 e os 18 ºC no copo.

Festas em boa companhia | Unibanco

Festas em boa companhia | Unibanco


Quinta da Leda Tinto

Produtor: Sogrape Vinhos
Castas: Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinto Cão e Tinta Roriz
Ano de colheita: 2018

Vinho produzido pela Casa Ferreirinha no Douro, de aroma contido, profundo e complexo, com notas de frutos silvestres e frutos pretos, madeira, cacau, com estrutura de taninos bem casados com o vinho, e um final longo, no qual se sentem as notas de madeira e de fruta preta. Um vinho para os aromas da carne e da caça, que ficará bem com uma vitela assada lentamente no forno, um cozido à portuguesa, uma feijoada com entrecosto, enchidos e couves. Servir entre os 16 e os 18 ºC no copo, depois de decantado, ou durante mais alguns anos, desde que a garrafa seja guardada nas melhores condições.

Festas em boa companhia | Unibanco

Festas em boa companhia | Unibanco


Blackett Ruby Reserve

Produtor: Alchemy Wines
Castas: Touriga Franca, Tinta Roriz, Tinta Barroca e Touriga Nacional
Ano de colheita: 2021

Vinho do Porto de aroma contido, em que se salientam notas de compota de ginja e ameixa preta, terra molhada e turfa. Na boca, mostra boa estrutura, mas também elegância e frescura, num vinho que deverá ser servido no final da refeição na companhia de bolo-rainha, por exemplo, e outros que levem chocolate, passas e outros frutos secos, ou vermelhos. Também é bom parceiro de queijos amanteigados de ovelha e queijos azuis como o stilton (Reino Unido), gorgonzola (Itália), cabrales (Espanha) ou roquefort (França).

Festas em boa companhia | Unibanco

Festas em boa companhia | Unibanco


Por C-Studio / Cofina Media