10 Dicas para levar uma vida mais sustentável 10 Dicas para levar uma vida mais sustentável

10 Dicas para levar uma vida mais sustentável

min de leitura

Parece que já consumimos todos os recursos que o planeta conseguia renovar num ano. Mais um motivo para procurar levar uma vida mais sustentável.


Publicado em 06-Mai-2022

Infelizmente não trazemos boas notícias: no dia 7 de maio atingimos o Dia da Sobrecarga do Planeta em Portugal. Isto é, o dia em que, se toda a Terra vivesse segundo os hábitos e padrões portugueses, consumíamos todos os recursos que o planeta consegue regenerar num ano. A partir daqui vivemos de recursos “emprestados”. Podia ser pior, é verdade. Se a terra vivesse pelos padrões norte americanos (EUA e Canada) já tínhamos atingido essa marca no dia 13 de março. Pior ainda se fossemos todos luxemburgueses (dia 14 de fevereiro), mas olhando para o resto da Europa reparamos como Portugal não é assim tão verde:

10 Dicas para levar uma vida mais sustentável | Unibanco

Daqui se retira também que, felizmente (para a Terra, claro) nem todos os habitantes vivem de acordo com os padrões ocidentais. Se fossemos todos jamaicanos (dia 20 de dezembro), podíamos estar mais descansados.

O verdadeiro dia da Sobrecarga Global será conhecido este fim de semana, também, mas é uma data que tem vindo a encurtar, alerta a ONG norte-americana Global Footprint Network, responsável por estes números. Em 1979 foi registado a 29 de dezembro, em 1980 a 4 de novembro e em 2021 (2020 foi um ano atípico, por causa da pandemia) já foi registado a 29 de julho. Por mais alertas que se façam, parece não haver forma de inverter esta terrível marcha a menos que todos, juntos, contribuam para a mudança. Sim, porque a partir de agora – literalmente a partir de agora – o Planeta precisa da nossa ajuda.

1 Dê o primeiro passo

10 Dicas para levar uma vida mais sustentável | Unibanco

A Global Footprint Network disponibiliza, em português, um calculador da pegada ecológica individual. Para saber quantos planetas seriam necessários se todos vivessem como você. Pode ser um despertar de olhos interessante e o estímulo que procurava para seguir as próximas dicas.

2 Pense duas vezes antes de comprar

Cada produto novo tem uma pegada ambiental, começando pelas matérias-primas e continuando pelo processo de fabrico, embalamento – plástico que acaba invariavelmente em aterros e no mar – e transporte. Tudo isso causa poluição, por isso, antes de comprar qualquer coisa, pense bem se é realmente necessária ou é mais um capricho.

3 Opte sempre pelo produto com menor impacto

10 Dicas para levar uma vida mais sustentável | Unibanco

Decidiu avançar com a compra? Nesse caso opte sempre pelo produto mais sustentável. Se forem uma calças de ganga, aquelas que usam o algodão mais orgânico ou reciclado e cuja produção consumiu menos água. Existem várias roupas e acessórios feitos até de plástico reciclado ou, melhor ainda, porque não dar uma nova vida a roupas já usadas? Um frigorífico? Escolha aquele com a melhor etiqueta energética.  Um champô? Use sólido ou, pelo menos, com embalagem de recarga. Aja assim com tudo.

4 Reduzir, reciclar, reutilizar.

O adagio parece velho – e é – mas não deixou de fazer sentido. Pelo contrário. E se já vimos aqui algumas opções de reduzir e reutilizar, é tempo de nos dedicarmos à reciclagem. As preocupações ambientais nos últimos anos produziram grandes avanços nesta área permitindo, hoje em dia, reciclar materiais que antes eram impensáveis. Dos plásticos mais básicos, que não se reciclavam porque não compensava financeiramente, aos mais complexos, como os cartões bancários, com todos os seus sistemas de segurança, chips eletrônicos e bandas magnéticas, tudo pode ser reciclado. A este propósito, aliás, o projeto Merece tem feito um trabalho muito meritório a reciclar todos os cartões em Portugal. Um projeto ao qual a Unicre se associou desde a primeira hora.

5 Não compre produtos demasiado embalados

10 Dicas para levar uma vida mais sustentável | Unibanco

Ao comprar uma televisão não faz a menor ideia de como vem embalada, mas em muitas outras compras faz – especialmente no supermercado – e nessas deve evitar comprar os produtos “estupidamente embalados” como lhes chamou um dia a Presidente da Associação Portuguesa do Lixo Marinho. Caixas de plástico para guardar pães de leite ou bifes não fazem sentido e a nossa discordância deve ficar clara.

6 Ter muita atenção com a água

A água é vital para a sobrevivência do planeta e é um bem cada vez mais escasso. Para se ter uma ideia do problema, de toda a água disponível no planeta, 97% está nos mares e oceanos (salgada, portanto) e apenas 3% é água doce. Mas desses 3%, 2% estão em glaciares (em estado sólido) e, portanto, apenas 1% está disponível para consumo. Poupar água é uma necessidade e já aqui revelamos várias formas inteligentes (e simples) de poupar água.

7 Já agora, evite água engarrafada.

É verdade que as garrafas de plástico são facilmente recicladas, mas muitas ainda não o são pelo que acabam invariavelmente nos rios e mares. Opte antes pela água da torneira, mais barata e sem dúvida nenhuma igualmente segura.

8 Reduza o consumo de carne. Especialmente vermelha

10 Dicas para levar uma vida mais sustentável | Unibanco

Pela sua saúde – e pela do planeta – reduza o consumo de carne, muito especialmente de carne vermelha. Comemos muito mais carne do que a recomendada (em média 100 gramas por dia em Portugal, quando as últimas recomendações falam em 20 gramas). E a criação de gado é das indústrias mais poluidoras, responsável por um enorme consumo de água, emissões de gases com efeito de estufa, e destruição do habitat. Para se ter um prato de carne, por oposição a um prato de vegetais, vamos produzir 20 vezes mais gases e ocupar 100 vezes mais terra. As carnes vermelhas (vaca, borrego…) são as piores, seguindo-se o porco, as aves e o peixe. Não estamos a afirmar que deve virar vegetariano, mas reduzir o consumo de carnes vermelhas a uma, duas vez por semana no máximo, e aumentar o número de refeições vegetarianas para metade do total seria muito importante. Se fosse a 2/3, a redução do impacto ambiental chegava aos 60%! E não se esqueça de dar sempre preferência aos produtos locais e da estação.

9 Combata o desperdício

Além de reduzir o consumo de carne, é fundamental consumir tudo o que compra. Caso contrário são recursos deitados ao lixo. Pior, porque esse desperdício vai continuar a poluir o planeta. Estima-se que 8% das emissões de gases com efeito de estufa provenham do desperdício alimentar. É impressionante.

10 Menos carro, mais transporte

10 Dicas para levar uma vida mais sustentável | Unibanco

Alterar os hábitos de transporte é fundamental para reduzir a nossa pegada ecológica. Assim, sempre que possível, evite andar de carro, optando antes por – as opções seguintes surgem por ordem de preferência: ir a pé, de bicicleta, de transportes públicos. Se insistir no automóvel procure partilhar, juntar tarefas para fazer menos viagens ou fazer revisões regulares, começando por ter muita atenção à pressão dos pneus (menos 1 bar do que o recomendado aumenta o consumo de combustível em 6%). Estas são algumas das dicas que pode seguir para poupar no combustível.

11 Torne a sua casa mais sustentável

10 Dicas para levar uma vida mais sustentável | Unibanco

Não de trata apenas de substituir as lâmpadas fundidas por leds, mas de garantir um bom isolamento. Obras para melhorar o isolamento térmico das casas – janelas, portas, telhados, aparelhos de aquecimento ou arrefecimento − devem ser encaradas como um investimento e não como um gasto, pois esse dinheiro será recuperado com menores consumos energéticos. Existem muitas formas de tornar a casa mais verde, mas não se esqueça de encher a casa de plantas. As plantas são perfeitas para criar um ambiente mais acolhedor, e muitas funcionam com um filtro natural, capaz de melhorar a qualidade do ar dentro de casa. Isto para além de produzir oxigénio, bem entendido.   

Por C-Studio / Cofina Media

Joana Limão: “Trabalho para ser feliz”

Joana Limão: “Trabalho para ser feliz”

A vida de Joana Limão não dava um filme, ainda é muito nova para isso. Mas tem tantos ingredientes (otimismo, alegria, boa comida…) que merece ser conhecida.
Ouvir