Celebrar Amália: Gala do centenário sobe ao palco nos coliseus de Porto e Lisboa Celebrar Amália: Gala do centenário sobe ao palco nos coliseus de Porto e Lisboa

Celebrar Amália: Gala do centenário sobe ao palco nos coliseus de Porto e Lisboa

A primeira gala do Centenário de Amália Rodrigues realiza-se já esta segunda-feira no Coliseu do Porto, com repetição dia 9, no Coliseu de Lisboa


Publicado em 04-Out-2021

A primeira gala do Centenário de Amália Rodrigues realiza-se esta segunda-feira, dia 4 de outubro, no Coliseu do Porto Ageas, com repetição no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, a 9 de outubro.

Os dois concertos de homenagem foram organizados pela Fundação Amália Rodrigues (FAR) e contam com a participação de artistas como Katia Guerreiro, Ricardo Ribeiro, Cuca Roseta, Joana Amendoeira ou Gonçalo Salgueiro, acompanhados por Pedro de Castro na Guitarra Portuguesa, André Ramos na viola de Fado, e Francisco Gaspar no baixo. Um elenco que vai ainda contar com a atriz e cantora Lúcia Moniz, que irá declamar poemas de Amália.

A Gala esteve inicialmente prevista para o ano passado, tendo a pandemia forçado o adiamento desta celebração à nossa rainha do fado ou, como se pode ler em comunicado da FAR, da “intérprete que alcançou reconhecimento universal como uma das melhores vozes e intérpretes do século XX”

Efetivamente, Amália da Piedade Rebordão Rodrigues nasceu em 1920, em Lisboa, cidade marcante na sua obra (e onde mais tarde viria também a falecer, no dia 6 de outubro de 1999). Dona de uma voz e timbre únicos, Amália transformou o fado ao musicar e cantar os maiores poetas nacionais – tendo sido a primeira a fazê-lo. De D. Dinis e suas trovas, a Camões ou Bocage, passando obviamente pelos seus contemporâneos David Mourão Ferreira, Pedro Homem de Mello (Povo que Lavas no Rio), José Carlos Ary dos Santos, Alexandre O’Neill ou Manuel Alegre.

Mais do que qualquer outra artista nacional, a fama de Amália Rodrigues extravasou fronteiras, atravessou oceanos, e conquistou os principais palcos mundiais, chegando inclusivamente ao lugar mais alto no top de vendas de discos dos Estados Unidos, com o álbum Amália in Fado & Flamenco, corria o ano de 1954.

Celebrar Amália: Gala do centenário sobe ao palco nos coliseus de Porto e Lisboa | Unibanco

De 1940 ao final dos anos 1990, a sua carreira percorreu mais de metade do século passado, e serão alguns desses momentos altos que poderemos agora rever na voz e arte de muitos nomes queridos do fado da atualidade. Os bilhetes para o concerto podem ser adquiridos online no site do Coliseu do Porto e do Coliseu de Lisboa.

Conte com o UNIBANCO

Compre os bilhetes com o seu Cartão UNIBANCO ou Conta UNIBANCO, e caso tenha aderido ao programa IVAucher e tenha saldo acumulado, pode receber até 50% do valor da sua compra.

Por C-Studio / Cofina Media