Como organizar o regresso às aulas e ainda poupar dinheiro Como organizar o regresso às aulas e ainda poupar dinheiro

Como organizar o regresso às aulas e ainda poupar dinheiro

Terminadas as férias, é hora de pensar no regresso às aulas e olharmos para os gastos que vamos ter com a escola das crianças, em material escolar e livros.


Publicado em 09-Set-2021

E como também para estas despesas devemos estar preparados, é importante ter um orçamento para esta finalidade, para que tudo esteja organizado de forma a evitar surpresas, já que esta despesa ainda representa uma fatia significativa no orçamento a gastar para esta finalidade, e ainda mais se a família for numerosa.

E como a preparação é sempre importante e com a devida antecedência, para que tudo corra conforme planeado, e ainda consiga poupar dinheiro, deixo-lhe aqui algumas dicas:

1. Organizar as despesas

Para que consiga perceber extamente quanto tem que gastar, deve organizar o que vai comprar por prioridades, por exemplo, primeiro os livros que são necessários e depois o material escolar.

Para ir às compras, deve saber extamente o que vai precisar e pode e deve fazer o trabalho de casa, com antecipação.

2. Fazer uma recolha do material que ainda está em bom estado

É importante fazer um check up em casa ao material do ano passado das crianças, principalmente se a família for numerosa, para poderem estimar melhor esse mesmo material e ao mesmo tempo reaproveitarem entre irmãos, também para perceberem a importância de estimar as coisas.

Pode reaproveitar mochilas, estojos, canetas, etc, porque tudo conta na boa gestão do orçamento familiar nesta altura. E claro, envolva sempre as crianças em todo o processo, para juntos, cedo perceberem a importância e o valor do dinheiro.

3. Pedir emprestado

Não tenha receio de pedir emprestado o material escolar por exemplo a outros membros da família, pode sem dúvida ajudar a poupar dinheiro. Mas é importante que essa estima se mantenha.

4. Comparar preços

Analisar previamente os preços do que vai gastar é importante para selecionar verdadeiramente o que precisa e não cair no erro de perder o controlo dos gastos. Pode fazê-lo online nas livrarias ou nos hipermercados que nestas alturas aproveitam para ter promoções que são sempre bem-vindas. As marcas brancas são muitas das vezes uma opção bastante em conta, na hora de decidir e poupar. E claro, não deixe tudo para a última. Para ser feita uma boa gestão, deve ser feito um bom planeamento das despesas com as crianças nesta altura, porque elas gostam sempre de coisas novas e andando a correr a probabilidade de comprar mais uma coisa e fugir ao orçamento, é grande.

5. Marcar um limite de gastos

Estabelecer um limite e analisar de que forma vai conseguir cumprir, é fundamental. Assim, vai evitar que gaste mais dinheiro em, por exemplo material escolar, que as crianças não precisem verdadeiramente.

6. Pedir sempre fatura

As despesas de educação podem e devem ser deduzidas no IRS.
A fatura no caso das grandes superfícies deve ser pedida à parte das restantes compras para existir uma separação no IRS, mas não se esqueça que, para no caso das despesas com o material escolar poder ter a dedução correspondente, apenas poderá ser feita a compra diretamente nas escolas. Uma dica adicional: Nas escolas a compra de material pode também ter preços mais em conta, logo compare primeiro, para ver se também aqui consegue poupar e se vale a pena.

Portanto já sabe, planeamento, gestão e organização são muito importantes, para que o ano letivo possa começar da melhor maneira e com poupança à mistura.

Por C-Studio / Cofina Media