Vamos criar melhores espaços de trabalho, em casa e no escritório Vamos criar melhores espaços de trabalho, em casa e no escritório

Vamos criar melhores espaços de trabalho, em casa e no escritório

min de leitura

O mundo do trabalho mudou, obrigando a repensar a forma como trabalhamos a partir de casa, mas também a organização dentro do escritório.


Publicado em 29-Abr-2022

Quais são, agora, as mais-valias de um escritório? O antigo ambiente de trabalho ainda é adequado? Como se podem aproveitar os benefícios de trabalhar a partir de casa e, ao mesmo, as vantagens de ir ao escritório?  

Para a CEO da Vitra, Nora Fehlbaum, “É no escritório que podemos encontrar pessoas com ideias semelhantes e trabalhar juntos em prol de um objetivo comum.” Líder em mobiliário e representante dos principais nomes do design deste século e do anterior, a Vitra tem sido das empresas que mais e melhor pensaram nestas questões, o que leva Nora Fehlbaum a concluir “O trabalho puramente individual pode ser realizado em casa ou qualquer outro lugar. Por iss o escritório de hoje precisa de fornecer valor acrescentado. Tem de ser mais do que apenas um lugar para trabalhar”

Na prática isto significa que os escritórios terão forçosamente de mudar para se centrarem mais nas necessidades das pessoas, e aproveitar as oportunidades criadas pelos avanços tecnológicos. Teremos assim novas e maiores zonas de lazer, menos secretárias, mais sofás, mesas corridas e zonas híbridas − facilmente adaptáveis para criar um espaço de reunião, um local para uma conversa privada ou uma troca de ideias mais entusiasta…

Vamos criar melhores espaços de trabalho, em casa e no escritório | Unibanco

Fala-se muito na forma como a pandemia alterou os hábitos de trabalho, mas a verdade é que este movimento já vinha de trás, é anterior ao confinamento, embora seja inegável também que o lock down acelerou efetivamente o processo, e colocou cada vez mais gestores a repensar no modelo e na forma de trabalhar.

Algumas empresas, como PriceWaterhouseCoopers ou o Banco Santander, no país vizinho, têm aplicado estes princípios nas suas novas sedes, tal como a marca de chocolates Mars, que inaugurou no mês passado os novos espaços em Lisboa e Barcelona. Desenvolvidos com o input dos próprios colaboradores, os novos escritórios tornaram-se já mais flexíveis, confortáveis e centrados no bem-estar. Mais sintomático ainda, os novos escritórios da Unicre, em Lisboa, foram criados num piso único, para promover essa cultura de trabalho de partilha, de transparência e de envolvimento entre todos. Desta forma, os trabalhadores da Unicre usufruem agora de várias áreas colaborativas, sem lugares fixos, onde é possível trabalhar em equipa mas, ao mesmo tempo, a empresa implementou também o conceito de “boxes”, que consistem em espaços preparados para permitir o isolamento de som e dedicados ao trabalho individual e de maior concentração. Foi criada ainda um sala de conferências aberta, direcionada para eventos corporativos e iniciativas de team-building, bem como uma nova e mais ampla cafetaria.

Vamos criar melhores espaços de trabalho, em casa e no escritório | Unibanco

A propósito desta mudança, o Presidente da Unicre, João Baptista Leite, referiu como o maior desafio tinha sido “conceber um espaço que, mais do que responder ao novo contexto de trabalho, conseguisse acrescentar valor à conceção que os colaboradores já tinham do nosso escritório. A pandemia veio demonstrar as potencialidades do teletrabalho, contudo, foi para nós crucial conseguir voltar a demonstrar o potencial do trabalho presencial e como um espaço de trabalho mais colaborativo e focado no seu bem-estar pode promover uma maior motivação e, por sua vez, uma maior produtividade e retenção do nosso talento.” Uma posição totalmente alinhada com as mais recentes tendências internacionais.

Sintomaticamente, no novo conceito de escritório da Vitra – ao qual chamaram Club Office – vamos encontrar espaços públicos, semi-públicos e privados, cada qual com a sua utilização. Sempre com essa ideia de tornar o escritório num centro produtivo, um local de debate, de partilha de ideias e de aprendizagem mútua, e onde os funcionários se possam sentir como parte de um todo maior. A empresa não se esqueceu obviamente que é, antes de mais, produtor de mobiliário e por isso desenharam uma série de produtos que se adaptam na perfeição a este novo conceito.

Vamos criar melhores espaços de trabalho, em casa e no escritório | Unibanco

Temos assim produtos dinâmicos como a Alcove, desenhada pelos irmãos Ronan & Erwan Bouroullec, que permite criar em segundos novos cubículos ou salas de reunião, tornado o escritório ainda mais ágil e moldável.

Vamos criar melhores espaços de trabalho, em casa e no escritório | Unibanco

A Dancing Wall, uma parede multifunções que pode ser movida consoante as necessidades do momento e servir como estante, ecrã de projeção, quadro, e até floreira.

Vamos criar melhores espaços de trabalho, em casa e no escritório | Unibanco

Temos soluções muito confortáveis como o Soft Work, um sistema de sofá modular com funções ergonómicas, de Edward Barber e Jay Osgerby,

Vamos criar melhores espaços de trabalho, em casa e no escritório | Unibanco

Todas estas soluções são suficientemente versáteis para se adaptarem igualmente a um ambiente caseiro, permitindo criar um pequeno espaço de escritório em casa. E temos ainda uma Locker Box, criada por Konstantin Grcic, que permite transportar muito facilmente o “economato” entre a casa e o escritório.

Vamos criar melhores espaços de trabalho, em casa e no escritório | Unibanco

O certo é que a distribuição do espaço de escritório está a mudar e existe uma necessidade muito menor de postos fixo para trabalho individual. Pelo contrário, as áreas de colaboração para reuniões e trocas de ideias estão a tornar-se cada vez mais importantes, e sempre que o trabalho exige alguma privacidade, existe também uma área especifica dentro do escritório ou então a hipótese de ficar em teletrabalho, como o caso da Unicre demostra. O importante será abandonar essa ideia pré-concebida e antiquada – mas ainda muito presente antes e durante a pandemia – de que “está aqui, está a trabalhar”. A produtividade depende de outros valores, e será exponencialmente maior quanto mais se tiver em conta as necessidades do colaborador e, ao mesmo tempo, se promova esse sentimento de fazer parte de um todo maior. É assim que o trabalho aparece feito. E antes do final do dia…

A propósito, se estiver a pensar também em atualizar também o seu espaço, venha descobrir as vantagens das soluções de financiamento Unibanco. Podem ser uma enorme ajuda para realizar esse senho.

Por C-Studio / Cofina Media