Férias grandes a preços low-cost Férias grandes a preços low-cost

Férias grandes a preços low-cost

Venha descobrir 9 dicas para conseguir uns merecidos dias de descanso, longe de casa, sem estoirar o orçamento. Mesmo em época alta.


Publicado em 28-Jun-2021

Com a chegada dos meses quentes, é impossível não fazer planos de férias. Infelizmente, esses planos – e a vontade de fazer as malas e partir à descoberta – esbarram muitas vezes na dura realidade do orçamento mensal. A verdade é que parece quase impossível ter umas boas férias sem gastar muito dinheiro e no entanto, basta inspirar-se nalgumas destas soluções para aproveitar a vida ao máximo.

1 Partilhe a casa

Dividir uma casa de férias com amigos é sempre uma solução mais em conta do que suportar sozinhos a despesa da habitação. Dessa forma podem também dividir as despesas de supermercado, e até as tarefas de casa, como os banhos das crianças – quando são mais pequenos –, os lanches da praia ou as idas ao pão. Claro que para que tudo corra bem, convém escolher amigos com os quais já sabem que se vão dar bem, senão arriscam-se a transformar as férias de sonho num pesadelo.

Férias grandes a preços low-cost | Unibanco

2 Alugar uma autocaravana

Alugar uma autocaravana permite fazer férias com total liberdade, por uma fração do preço de alugar um quarto de hotel. É verdade que não terá as mesmas comodidades, mas por outro lado permite-lhe descobrir Portugal (ou a Europa) sempre ao seu ritmo. E isso é um luxo. Pode percorrer o Algarve do barlavento ao sotavento, ou descer a costa alentejana, parando em spots como a Comporta, São Torpes, Vila Nova de Mil Fontes, Odeceixe, ou Sagres. Naturalmente, os preços vão variar em função do tamanho, tipologia e condições mais ou menos luxuosas, mas alternativas não faltam, como uma breve pesquisa online permite perceber. Aqui ficam algumas opções: GoFree, Siesta Campers, Yescapa, Indie Campers ou Hostel on Wheels, e por aí fora.  
Outra hipótese é acampar diretamente. Os parques de campismo são sempre uma opção mais económica comparando com uma casa, e existem parques de campismo nos locais mais bonitos do país. Só precisa de tratar da logística: tendas, sacos de cama, fogões portáteis, etc. Se pensar bem, a viagem assim até ganha um lado de aventura que os miúdos vão adorar.

Férias grandes a preços low-cost | Unibanco

3 Seja flexível

Sabemos que anda há anos a planear passar férias em (preencher com o nome do destino de eleição), mas em (preencher com um nome perto, embora menos afamado) o mar é o mesmo, a gastronomia também, e há lugares igualmente bonitos. Manter uma mente flexível na hora de escolher um destino – aproveitando promoções, por exemplo – permite grandes poupanças, tal como ter flexibilidade nas datas da viagem. Não viajando de avião ao fim de semana ou escolhendo fazer férias mesmo no final do verão, antes de os miúdos regressarem à escola. E se calhar fugir da enchente de turistas e desfrutar muito mais.
Sempre que for possível, seja flexível com as datas da sua viagem. Muitas vezes, quando alteramos um ou dois dias para as datas de ida ou regresso, as passagens podem ficar mais baratas. Voar aos finais de semana é sempre mais caro, principalmente se envolver um feriado. Viajar no final do verão talvez seja uma boa ideia: o valor das passagens diminui, assim como a procura por alojamentos e hotéis.

Férias grandes a preços low-cost | Unibanco

4 Dividir a viagem

Outra boa forma de poupar será dividir a viagem. Não se trata necessariamente de car sharing, mas partilhar a viagem com amigos que vão passar férias ao mesmo sítio. Gasolina e portagens podem representar um valor significativo: do Porto a Faro são 120 euros, segundo o Via Michelin. Pode naturalmente optar por fazer o trajeto por estradas secundárias, mas vai demorar mais tempo, e o valor gasto em combustível depende obviamente do veículo, mas a viagem terá sempre um custo significativo.  

Férias grandes a preços low-cost | Unibanco

5 Troque de casa

Esta opção talvez não seja para os mais conservadores, mas espíritos aventureiros – e provavelmente mais jovens – podem simplesmente trocar de casa com alguém. A ideia é muito simples, eles vêm para vossa casa, vocês para as deles. A ideia ganhou popularidade online e sites como o Home Exchange e Home Swap funcionam como o centro de partilhas em que os interessados podem disponibilizar a sua casa e encontrar uma de interesse. A troca pode até incluir algumas comodidades, como uso da bicicleta ou do automóvel, para tornar tudo ainda mais interessante. O Home Swap diz estar presente em mais de 100 países, e o Home Exchange é ainda maior, garantindo mais de 450 000 casas, em 159 países. Uma troca a cada quatro minutos. O processo em ambos é bastante simples e só precisa de pagar um fee anual de 130 euros ao site. A troca pode até incluir algumas “amenities” simpáticas, como o usufruto de uma bicicleta ou até do automóvel.

Férias grandes a preços low-cost | Unibanco

6 Piqueniques são uma boa solução

A alimentação representa um dos principais custos nas férias, especialmente se decidir comer fora o tempo todo. Pior ainda se optar por fazer o almoço nos restaurantes de praia, onde a localização se faz pagar. Opte antes por levar comida para a praia, o que lhe permite até manter uma alimentação melhor e mais saudável, focada nas saladas, frutos, e sandes ocasionais. Só precisa de uma bolsa térmica, e quatro pessoas comem pelo preço de uma num restaurante.

Férias grandes a preços low-cost | Unibanco

7 Descubra atividades grátis para fazer

Se planeia estender a toalha na praia e ficar deitado todos os dias, está com sorte, porque essa atividade (ainda) não paga imposto. Mas se pretende fazer algo mais – ou se nem sequer escolheu um destino de praia –, então vai querer ter mais alguma atividade ao longo do dia. A solução – para não gastar dinheiro – passa por descobrir atividades grátis para fazer. Informe-se junto do hotel, nos postos de turismo da região, ou na internet e ficará surpreendido com a quantidade de atividades divertidas que existem e que não implicam gastar um cêntimo.

Férias grandes a preços low-cost | Unibanco

8 Location, location, location

Faça bem as contas, porque pode estar a poupar no alojamento para gastar nas viagens de carro para a praia. Deixar o automóvel estacionado é um luxo e uma poupança muito grande. Andar é o melhor remédio. Outra boa hipótese é escolher um local bem servido de transportes públicos, por exemplo, com transfers regulares para a praia. Assim não gasta dinheiro nem perde tempo precioso de bronze nas deslocações.

Férias grandes a preços low-cost | Unibanco

9 Já pensou num resort all inclusive?

Basta fazer o check-in e começar a relaxar. Sem uma preocupação no mundo, nem uma tarefa a cumprir. Para muitos, esta é a ideia de férias de sonho, e a boa notícia é que pode também ser a opção mais em conta. O porquê é fácil de compreender: com todos os gastos incluídos e as necessidades garantidas, não há lugar a surpresas e é mais fácil adaptar as férias ao orçamento.

Conte com o UNIBANCO

Pague com o cartão UNIBANCO em 3x, sem juros, para valores iguais ou superiores a 300€, caso pague os fracionamentos na totalidade. Saiba mais aqui!

Por C-Studio / Cofina Media