Casamento de sonho: 10 dicas para poupanças de última hora Casamento de sonho: 10 dicas para poupanças de última hora

Casamento de sonho: 10 dicas para poupanças de última hora

min de leitura

Casar sai caro e, geralmente, mais do que pretendia, mas quanto menos gastarem mais dinheiro fica para as coisas que realmente importam aos dois.


Publicado em 22-Jun-2022

Dizer sim, no grande dia, sai caro. E lutar para manter tudo dentro do orçamento chega a ser inglório, sobretudo quando a data se aproxima e surgem cada vez mais despesas para pagar. Um casamento é uma soma de algumas grandes despesas – o local da cerimónia ou o vestido da noiva, por exemplo – e de muitas pequenas que, juntas, perfazem quase o mesmo valor. Felizmente não é preciso desesperar, até porque temos algumas (boas) ideias para manter tudo sobre controle, conseguir o casamento com que sempre sonharam e não passar a lua de mel a ter pesadelos.

Poupar enquanto gasta

Procurem fazer todos os pagamentos com o cartão de crédito Unibanco. Ao concentrar as despesas no cartão, poderão acompanhar de uma forma muito mais simples os gastos e beneficiar de um conjunto de vantagens como o Cashback, que devolve parte do dinheiro. Assim, tudo fica um pouco mais barato.

Não ceda a pressões

Casamento de sonho: 10 dicas para poupanças de última hora | Unibanco

É muito comum os casais acrescentarem mais qualquer coisa − mais entretenimento, mais tempo de bar aberto, mais uma mesa de entradas… – que não estava prevista inicialmente, e quase sempre por pressão familiar. Não cedam e mantenham os vossos planos, pois o mais provável é que os motivos que vos levaram a tomar a primeira decisão continuem a ser os mais acertados.

Poupar na fotografia

Casamento de sonho: 10 dicas para poupanças de última hora | Unibanco

Longe de nós querer estragar o negócio aos fotógrafos de casamento, mas garantimos-lhe que o vosso não seria o primeiro a dispensar um fotografo profissional. E Deus sabe como também não queremos estragar o casamento ao único amigo que se gaba da máquina fotográfica. Hoje em dia as pessoas passam o tempo a tirar fotografias com os seus telemóveis, então, porque não pedir aos convidados que partilhem essas fotos? Vão certamente conseguir um álbum e, provavelmente, mais natural, com alguns momentos inesperados. Depois, se quiserem muito ter “fotografias oficiais”, podem contratar um fotógrafo só para bater essas chapas logo no início.

Planear o guarda-roupa

Casamento de sonho: 10 dicas para poupanças de última hora | Unibanco

Se, por um acaso, ainda não têm o fato do noivo ou o vestido da noiva escolhido, considerem alugar. Há muitas casas que o fazem, com estilo e à medida, para que assente na perfeição. O mais provável, no entanto, será já terem esse tema tratado, mas… será que têm mesmo? A noiva sabe o que vai usar enquanto se maquilha, por exemplo? De certeza que não vai (vão) precisar de mais nenhum acessório para completar o look? Se não deixar tudo para a última hora pode tentar pedir emprestado, se calhar até uma joia antiga de família, em vez de comprar qualquer bijuteria à pressa, sem significado.

Pedir a uma amiga para fazer a maquilhagem

Não há noiva que não queira estar linda no dia do seu casamento. Brilhante, glamorosa, magnífica, deslumbrante – façam o favor de acrescentar elogios… Para isso recorrem geralmente a maquilhadoras profissionais, mas e que tal apostar nos serviços de uma amiga com mais jeito? Há imensos tutoriais na internet que ensinam tudo sobre o tema, e estão disponíveis em diferentes línguas e sotaques, como este. Podem até combinar uma sessão de treino antes. Afinal, a prática faz o mestre. 

Ter uma decoração fora da caixa

Casamento de sonho: 10 dicas para poupanças de última hora | Unibanco

Todos os noivos merecem ter um casamento bonito, mas isso não significa extremamente caro. Hoje em dia é possível encontrar todo o tipo de artigos de decoração online, para alugar ou a preços mais reduzidos. Muitas vezes em segunda mão, mas em ótimo estado, algo que o planeta agradece.

Venda o que já não precisa

Pegando na ideia anterior, porque não tentar vender, também, o que não precisa do seu casamento? Assim, conseguem recuperar parte do dinheiro gasto, evitam ficar com coisas inúteis a ganhar pó e ocupar espaço, e ainda permitem que outros usufruam da mesma possibilidade.

Escolher os arranjos florais

Os arranjos florais são imprescindíveis na decoração, mas lembrem-se que os arranjos são parte flor, parte ramagem, e que esta não só é infinitamente mais barata, como também faz um belo efeito. Usem e abusem da segunda e, já agora, escolham sempre flores da estação, mais amigas do ambiente e mais baratas, pois não precisam de transportes internacionais ou gastos supérfluos para as fazer crescer na altura errada do ano.

Deixar as melhores lembranças

Casamento de sonho: 10 dicas para poupanças de última hora | Unibanco

É uma tradição oferecer um presente aos convidados. Podiam riscar esse item da lista, e poupavam de certeza, mas é uma forma simpática de agradecer a presença e deixar uma memória do dia, então, porque não juntar o útil ao agradável e aproveitar esse presente para ajudar a decorar, por exemplo, a mesa dos convidados? Uma placa bonita com os nomes escritos será uma hipótese ou um arranjo floral com o mesmo propósito. Escolham obviamente flores secas ou alguma planta que dure muito tempo, e podem até pedir ajuda a alguns convidados para ajudar na tarefa, poupando também esse custo.

Cortar no que pagam ao Estado

Casamento de sonho: 10 dicas para poupanças de última hora | Unibanco

Todos os casamentos têm um custo legal. Independentemente de ser uma cerimónia civil ou religiosa, há valores processuais a pagar aos quais não se pode fugir. Mas estes custos não são todos iguais, e se optarem pelos regimes de comunhão geral de bens ou separação total de bens terão um custo acrescido de 100 euros em relação ao pré-definido, que é a comunhão de adquiridos. Podem ainda optar por fazer uma convenção personalizada, mas nesse caso ainda pagam mais: 160 euros. Como se vê, uma das opções é 100 euros mais barata, e não nos digam que 100 euros é pouco no total das despesas, porque com essa atitude vão no bom caminho para não cumprir o orçamento.

Por C-Studio / Cofina Media

Joana Limão: “Trabalho para ser feliz”

Joana Limão: “Trabalho para ser feliz”

A vida de Joana Limão não dava um filme, ainda é muito nova para isso. Mas tem tantos ingredientes (otimismo, alegria, boa comida…) que merece ser conhecida.
Ouvir