Arrumar, com Rita Carvalho de Matos Arrumar, com Rita Carvalho de Matos

Arrumar, com Rita Carvalho de Matos

Consultora formada no método de Marie Kondo, a guru de arrumação mais respeitada em todo o mundo, Rita Carvalho de Matos ensina-nos neste Podcast a deixar a alegria entrar em nossa casa.


Publicado em 10-Jun-2021

Tudo depende da forma como encaramos as coisas, porque arrumar pode ser uma tarefa muito mais relaxante do que chata. Melhor ainda, pode ser um momento de autorreflexão e um caminho para melhorar o nosso bem-estar, algo que parece evidente se pensarmos que o meio que nos rodeia vai forçosamente afetar a nossa felicidade e capacidade de tomar decisões. Para isso não basta mudar umas coisas de sítio, há que seguir o método KonMari, invenção da pequena guru japonesa Marie Kondo, que está a fazer furor por todo o mundo.

Fomos perceber melhor tudo o que está por trás desta arte com Rita Carvalho de Matos, uma das portuguesas que mais se apaixonaram pelo método, a ponto de fazer disso um modo de vida, mudando-se mesmo para Londres para participar num Curso de Certificação para Consultoras, e aprender com a própria Marie Kondo. São esses ensinamentos que Rita trouxe para Portugal, criando o blogue Happy Routines e dando ações de formação, workshops e serviços de organização, tanto em casas pessoais como em escritórios.

Arrumar, com Rita Carvalho de Matos | Unibanco

Rita descobriu a japonesa em 2017, quando se preparava para mudar de casa e comprou o primeiro livro de Kondo traduzido para português: Arrume a sua Casa, Arrume a sua Vida – e tudo acabou por acontecer literalmente como no título. Um ano depois deixava o emprego e dedicava-se de corpo e alma a este método que a ensinou “a desligar o piloto automático, obrigando-a a refletir e a ter um autoconhecimento muito maior”. Diz que até então não sabia verdadeiramente “o que gostava e não gostava de fazer” e que essa “foi mesmo uma das principais vantagens” do método KonMari. Aprendeu também que “as maiores alegrias nunca estão nos objetos”, e que hoje “precisa de muito poucas coisas para ser feliz”. Com praticamente 400 horas de coaching, diz também que é requisitada pelos mais variados motivos, desde problemas ligados à falta de organização do casal, ou dos filhos, à ansiedade provocada pela necessidade de ter de arrumar a casa sempre que se recebem visitas. O certo é que a importância que damos ao bem-estar abriu a porta a novas soluções e esta é, sem dúvida, uma das mais em voga em todo o mundo.

Por C-Studio / Cofina Media