Peças de design autênticas, e em conta, para decorar a casa Peças de design autênticas, e em conta, para decorar a casa

Peças de design autênticas, e em conta, para decorar a casa

min de leitura

Nem todo o design custa muito caro. Bem procurado, encontram-se peças icónicas, novas, ainda baratas. Para decorar a casa sem arruinar o orçamento.


Publicado em 03-Dez-2021

Talvez esteja agora a mobilar a primeira casa, ou talvez esteja apenas a remodelar, mas o orçamento é limitado e adorava ter algumas peças que sejam realmente um prazer de olhar?

Um ditado popular diz que “depressa e bem, não há quem”, mas quando estamos a decorar a casa, apetece antes gritar “bom e barato, não há como!” Isto já com uma ponta de desespero na voz, frustrados por nunca conseguir encontrar uma peça daquelas que se vê nas revistas, a um preço aceitável. Não verdadeira, pelo menos. A questão é que o design de mobiliário é caro, sobretudo o de autor, mas por outro lado vai durar uma eternidade, não vai sair de moda e… e não é assim tão verdade que nunca se consiga encontrar nada em conta. Ainda existem algumas peças icónicas, autênticas e na marca, por um preço bastante em conta. Vamos descobrir algumas:

Componibili de Kartell

Desenhado por Anna Castelli Ferrieri, em 1967, é uma das peças de design mais famosas, mas também mais em conta: 95 euros para um módulo de dois. Além de servirem para guardar objetos, os Componibili conseguem realmente ter impacto em qualquer sala, até porque existem nas mais diversas cores, do simples branco aos metalizados prateados e dourados. Também já se encontra em materiais reciclados.

Occasional Table LTR, Vitra

O profícuo casal Charles & Ray Eames desenhou estas pequenas mesas baixas (LTR, Low Table Rod Base) em 1950, usando os mesmos princípios que podemos encontrar nas suas famosas cadeiras, por exemplo. E gostaram tanto delas que as usaram na sua própria casa, a famosa Eames House, com as mais diversas utilizações. É uma mesa grande na qualidade, mas pequena no tamanho e no preço: 259,20 euros.

Lâmpada multiusos, Marset

Apostar em peças que cumpram mais do que uma função também é importante. É o caso da Follow Me, a lâmpada desenhada por Inma Bermúdez em 2014, um dos primeiros candeeiros portáteis, e que, em pouco tempo se tornou num modelo icónico, graças às suas linhas simples e leves. Está disponível com acabamentos em madeira de carvalho ou em quatro cores inspiradas na ilha de Maiorca (azul, verde, cor-de-rosa e terracota). E custa 185 euros.

Eclisse, Artemide

O Eclisse, desenhado por Vico Magistretti em 1965, venceu o Compasso d’Oro Award em 1967 e tornou-se num embaixador do estilo italiano em todo o mundo. Design moderno, compromisso perfeito entre forma e função, com a intensidade da luz regulável pelo disco interior, que revela ou “eclipsa” a luz, como se fosse uma Lua. Uma peça que pode ser vista nas coleções permanentes de muitos museus, incluindo o MoMA, em Nova Iorque, ou em sua casa, por 175 euros.

Chap, Vitra

Konstantin Grcic desenhou este banco Chap para a Vitra ainda este ano, mas as suas formas são imediatamente familiares. Um desenho muito adaptável e flexível, que tanto pode ser utilizado como banco ou como mesa de apoio. Tem uma banqueta interior, para guardar pequenos objetos, e são perfeitamente empilháveis para serem mais fáceis de guardar. Mobiliário moderno, sem dúvida, que depressa se tornará num clássico por 90 euros.

A mesa Telma, Hannun

A secretária Telma é uma peça verdadeiramente artesanal, feita e montada à mão pela equipa de design da Hannun no atelier da marca, em La Llagosta. É feita com madeira laminada de abeto e ferro fundido, tudo muito sustentável. A secretária destaca-se ainda pelas linhas simples e retas, com três compartimentos no tampo para que possa ter tudo sempre à mão. Prática, está disponível em seis acabamentos diferentes (nogueira, nogueira envelhecida, oliveira, deserto, branco envelhecido ou natural) a partir de 200 euros.

Conte com o UNIBANCO

O cartão de crédito UNIBANCO Atitude dá-lhe a flexibilidade que precisa para decorar a sua casa , sem juros, até 50 dias. E ainda recebe até 200€ de volta nas suas compras.

Por C-Studio / Cofina Media

Joana Limão: “Trabalho para ser feliz”

Joana Limão: “Trabalho para ser feliz”

A vida de Joana Limão não dava um filme, ainda é muito nova para isso. Mas tem tantos ingredientes (otimismo, alegria, boa comida…) que merece ser conhecida.
Ouvir