HP

 

Vocabulário de Segurança Online 

Fique a conhecer os termos de segurança que lhe são úteis na sua navegação online.

 

Responsável pela emissão de certificados digitais utilizados para identificar comunidades de indivíduos, sistemas, ou outras entidades que utilizem meios ligados a redes informáticas. Assinando digitalmente os certificados que emite, a Entidade Certificadora relaciona a identidade do portador do certificado, e consequente portador da chave privada, à chave pública existente no certificado.

 

Credencial utilizada para autenticação de servidores de rede e browsers através de protocolos. Permite a comprovação da identidade do portador, sendo autorizado e emitido por uma terceira entidade de confiança, conhecida no mundo da segurança electrónica como AC – Autoridade Certificadora (CA – Certification Authority) ou Entidade Certificadora.
 

Programa que permite visualizar e utilizar uma dada base de dados, distribuída ou não por vários computadores. Termo habitualmente aplicado para os programas que permitem navegar na Internet (World-Wide-Web).

 

Método de criptografia que utiliza um par de chaves: uma pública e uma privada. A chave pública é distribuída livremente a todos os correspondentes, enquanto que a chave privada deve ser conhecida apenas pelo seu proprietário/possuidor.

 

Indivíduo que faz tudo para entrar num sistema informático alheio, quebrando sistemas de segurança, para assim poder obter informação e causar danos.

 

Processo de transformação da informação enviada (cifra), garantindo que não pode ser lida nem decifrada por terceiros, dado que não dispõem das chaves de encriptação. É um processo em tudo semelhante ao utilizado pelos serviços secretos para transmitir mensagens para que, mesmo que interceptadas, não possam ser entendidas por terceiros.

 

Medida de segurança que pode ser implementada para limitar o acesso de terceiros a uma determinada rede ligada à Internet.

 

Um dos protocolos mais importantes do conjunto de protocolos da Internet. Responsável pela identificação das máquinas e redes e encaminhamento correto das mensagens entre elas.

 

International Standards Organization. Organização internacional para a definição de normas.

 

Apontador para outra fonte de informação.

 

Identificação de um utilizador perante um computador.

 

Terminar a ligação a um determinado sistema ou computador.

 

Envio em massa de mensagens não-solicitadas (por e-mail).

 

Principal protocolo de segurança na Internet. Admite duas garantias de segurança para o utilizador de Internet, com confidencialidade dos dados enviados e alojamento de certificado da empresa.

 

Termo utilizado para caracterizar situações em que são enviados e-mails por entidades / pessoas mal-intencionadas, solicitando, entre outros, informações confidenciais, códigos, números de cartões, com o pretexto de atualização de dados ou motivos de segurança.

 

São mensagens enganosas recebidas no seu e-mail.
Apesar da sua origem parecer fidedigna estas mensagens têm um único objectivo: recolher informação relativa ao seu cartão de crédito para cometer fraude.
Habitualmente o seu nº de cartão, PIN, Password ou dados pessoais são solicitados e um convite aliciante para visitar um determinado site ou ligar para um nº de telefone recorrendo a expressões como “para sua segurança”, resulta em acções de fraude. Distinguem-se também pela fraca qualidade gráfica, uso incorreto da língua portuguesa ou pelo exagerado grau de urgência com que a sua acção é requerida. Também referem frequentemente que “a sua conta foi congelada, necessitamos de confirmar os seus dados, o seu cartão de crédito foi cancelado” ou mesmo, ” tem uma grande soma de dinheiro na sua conta pf verifique os seus levantamentos”, aumentando assim a probabilidade do seu click num hiperlink fraudulento.

Link de interesse: AQUI

 

Consulta as seguintes páginas de interesse