Vinhos para namorar Vinhos para namorar

Vinhos para namorar

min de leitura

No dia 14 de fevereiro, ou noutro qualquer, é sempre bom aproveitar bem os momentos a dois, de preferência com vinhos distintos e inspiradores.


Publicado em 11-Fev-2022 por José Miguel Dentinho, jornalista

Há momentos ainda mais inesquecíveis quando são usufruídos e apreciados a dois. Felizmente tenho tido muito disso ao longo da minha vida. São, sobretudo, tempos de pausa, longe da vida do dia a dia, saboreados pelo prazer de estar um com o outro, a fazer nada ou qualquer coisa.

Quando estava a pensar neste artigo lembrei-me de dois dos muitos que já saboreei à mesa. Um deles incluiu umas costeletas de borrego com batatas bem fritas e salada grega, usufruídas numa esplanada rústica de beira-mar da praia de Matala, na ilha de Creta. Foi uma refeição que terminou com uma tigela de fruta imersa em iogurte grego. Tudo foi saboreado devagar, a dois, a usufruir do calorzinho que se fazia sentir e do movimento das pessoas e das ondas naquele sítio paradisíaco.

Também me lembro da pequena esplanada sobre o porto de pesca de Aci Trezza, terra que escolhemos para nos albergar, no Sul da Sicília, como base para partir à descoberta dos atrativos mais ou menos próximos. O seu esparguete de mar, com peixe, mexilhões e amêijoas, era mais saboroso e tentador naquela pequena varanda, na qual cabiam apenas cinco mesas. Fui lá duas vezes, sempre ao fim da tarde, na altura em que as sombras da noite abraçavam as ilhas próximas dos Ciclopes e de Lachea, e tudo o resto que a vista alcançava. A paisagem variada, as cores e formas das pequenas embarcações de pesca, as idas e vindas das pessoas, davam um toque único àquele lugar. Mas o momento só se tornou eterno porque estava com a pessoa certa para o apreciar.

Bons sabores, a melhor companhia do mundo, que faz parte da minha vida há 36 anos, um cenário que convida o olhar. Foi o que bastou para tornar estes dois momentos algo de que nunca esqueci, e não esquecerei. Claro que não decorreram no dia 14 de fevereiro, porque todos os dias são bons para namorar, e muitos deles acontecem por acaso. A bebida de companhia do primeiro foi cerveja Moretti, uma das marcas sicilianas mais difundidas na ilha. É uma Lager ligeiramente lupulada, com final ligeiramente amargo e acompanhou bem o repasto. Quanto ao segundo, optei por um vinho da casa branco, maduro, alcoólico, que se safou apenas por estar bem fresco.

Agora, passado algum tempo depois desses dias na Sicília, acho que o momento teria sido muito mais completo na companhia de um vinho como o Casa de Passarella o Enólogo Branco, que sugiro abaixo, porque boa comida merece sempre o melhor para companhia, principalmente num repasto a dois. Selecionei-o, tal como os outros, não só pela sua qualidade e características de sabores e aromas, mas também porque momentos especiais têm de ser vividos com vinhos distintos, que proporcionem prazer a quem os bebe. É o que acontece com os cinco que estão abaixo. Feliz Dia dos Namorados!

Casa de Passarella o Enólogo Branco

Produtor: Casa de Passarella
Casta: Encruzado
Ano de colheita: 2020

Branco do Dão de cor citrina e aroma no qual se salientam notas de flor de laranjeira, laranja madura, fruto de caroço e fruta branca. Na boca, é fresco, elegante, longo e persistente, com notas de fruta citrina e de frutos secos no final. É bom para massas e arrozes com sabor a mar, mas também de choco e peixes fritos, que ficará bem com queijos no final da refeição. Sirva-o a 10-12 ºC.

Vinhos para namorar | Unibanco

Vinhos para namorar | Unibanco

Tyto Alba Vinhas Protegidas Rosé

Produtor: Companhia das Lezírias
Casta: Touriga Nacional e Merlot
Ano de colheita: 2020

Vinho de cor salmão e aroma fresco, elegante, com mineralidade, em que se salientam notas de frutos do bosque e vermelhos e um toque de madeira. Boca com alguma estrutura e final seco, longo e persistente, em que se sente a fruta do nariz. Um belo vinho para namorar, inspirador de boas conversas, que será bom parceiro de pratos de peixe e carnes grelhadas e ficará bem com enchidos, presunto, lulas recheadas e, no verão, sardinhas assadas. Sirva-o a 12 ºC.

Vinhos para namorar | Unibanco

Vinhos para namorar | Unibanco

Costa Boal Homenagem Tinto

Produtor: Costa Boal Family Estates
Casta: Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinto Cão e Sousão
Ano de colheita: 2011

Vinho tinto de aroma complexo, profundo, em que se salientam notas de fruto preto e do bosque, mais um toque de madeira e de chocolate preto. Refrescado com vinhos das castas Tinto Cão e Sousão da colheita de 2017, mostra tanino fino na boca, onde é elegante longo e persistente. É um tinto que pode ser guardado durante mais alguns anos e deverá ser servido, depois de decantado, a 17-18 ºC no copo para se sentir todo o potencial de proporcionar prazer. Sugiro a companhia de cabrito assado, com batatas e arroz de forno e grelos salteados para companhia, que será melhor fazer a dois, ou de fondue bourguignonne. A carne vermelha, dividida em cubos e levada a fritar na panela de óleo fervente no meio da mesa, a disputa dos molhos de alho, alcaparras, cocktail, caril, e tantos outros, a partilha de pedaços de laranja e ananás e de batatas fritas crocantes, são sempre ingredientes de um bom momento de partilha.

Vinhos para namorar | Unibanco

Vinhos para namorar | Unibanco

Espumante Grande Reserva Rosé Quinta do Rol

Produtor: Quinta do Rol
Casta: Pinot Noir
Ano de colheita: 2011
Tempo de estágio em garrafa sobre borras: 9 anos

O ato de beber espumante está envolto num certo fascínio e pode transmitir, em simultâneo, prazer, alegria e satisfação. É talvez por isso, que um vinho com as características deste seja indicado para momentos a dois. Não só porque a sua cor, rosa, é talvez a mais indicada para isso, mas também porque é difícil ficar indiferente ao fluxo de bolhas finas que se inicia na base do copo, à frescura que se sente no nariz e reflete na boca, ao aroma fino e delicado, com ligeira fruta vermelha e um toque de brioche e biscoito e a uma boca fresca e cremosa, com final longo e agradável. Para mim, é uma bela companhia de toda uma refeição. Agrada-me sobretudo a sua parceria com cecina ou paleta de porco ibérico com mais de 18 meses de cura, o inevitável leitão assado no forno, ou a açorda de marisco. Sirva-o entre os 6 e os 8 ºC no copo.

Vinhos para namorar | Unibanco

Vinhos para namorar | Unibanco

Porto Branco Vasques de Carvalho 10 anos

Produtor: Vasques de Carvalho
Casta: Tradicionais do Douro

Com uma cor entre o laranja e o vermelho, é um vinho de aroma fino, com notas de geleia de citrinos e laranja cristalizada, e de ameixas e figos secos. Na boca, é elegante e envolvente, com final longo e persistente, bastante agradável. Servir a 14-15 ºC na companhia de frutos secos e queijos, e sobremesas sem chocolate, como bolo de iogurte, torta de laranja ou doces conventuais portugueses.

Vinhos para namorar | Unibanco

Vinhos para namorar | Unibanco

Por C-Studio / Cofina Media

André Leonardo, o homem que faz acontecer

André Leonardo, o homem que faz acontecer

André Leonardo é um açoriano que deu a volta ao mundo à procura de histórias inspiradoras. Deu literalmente a volta ao mundo e tem muito para contar.
Ouvir