Os melhores chá das cinco em Portugal Os melhores chá das cinco em Portugal

Os melhores chá das cinco em Portugal

min de leitura

A história do chá das cinco está cheia de curiosidades, mais bem contadas ao redor de uma mesa repleta de scones, bolos e chá quente. Venha descobrir onde.


Publicado em 22-Fev-2022

O Imperador Shen Nong parou para descansar debaixo de uma árvore. Isto há uns cinco mil anos atrás. Prepararam-lhe então uma água quente para saciar a sede – hábito que os chineses mantêm ainda hoje – e quando algumas folhas caíram dentro do seu copo estava prepaqrado o primeiro chá da história. Assim reza a lenda, e se é verdade ou não nunca o saberemos, mas podemos afirmar com certeza de que o chá foi introduzido na Europa por mãos portuguesas, muitos anos mais tarde, por volta do século XVI. E muito especificamente na corte britânica por Catarina de Bragança, filha de D. João IV, futura rainha do Inglês Carlos II. No seu dote, que contava com 500 mil libras de ouro e o livre comércio de Inglaterra com as possessões portuguesas na Ásia, seguia também uma caixa de chá que Dona Catarina tinha por hábito tomar.

No entanto, para que o seu consumo se tornasse num verdadeiro ritual, faltava ainda uma duquesa esfomeada à nossa historia. Estávamos no século XIX, e o almoço era uma refeição bastante mais ligeira, um mero “lanche” entre o pequeno-almoço e o jantar. Esta separação deixava Anna Maria Russell, Duquesa de Bedford, sempre fome a meio da tarde, razão pela qual começou a tomar um chá, com leite, acompanhado por mais alguns snacks. A moda pegou entre a aristocracia – provavelmente também esfomeada – e depressa nasceu o ritual do chá da tarde, um evento social para o qual se convidavam os amigos.

Com uma história recheada de Imperadores, rainhas e duquesas não é, pois, de admirar que ainda hoje o “Chá das Cinco” seja considerado um evento que implica alguma elegância. E como foi uma portuguesa quem tudo começou, é mais do que tempo de trazermos o ritual do chá de volta a casa! Algo que estes próximos lugares fazem especialmente bem:

Tivoli Seteais, o Chá das Rainhas

Os melhores chá das cinco em Portugal | Unibanco

A paisagem romântica de Seteais, em plena Serra de Sintra é o cenário perfeito para saborear um delicioso chá. Ou melhor três, em homenagem a três grandes rainhas: D. Maria I, D. Catarina de Bragança e D. Carlota Joaquina.
O menu inicial celebra a primeira vez em que D. Maria foi recebida no Palácio, em setembro de 1787, ocasião em que foi servido um chá. Esta carta é composta por uma seleção de pastelaria de três peças e um chá com inspiração nos jardins de Seteais, o Jasmin Queen.
Já o menu Rainha D. Catarina de Bragança oferece um Imperial Lapsang Souchong, que se acredita ser o seu chá de eleição. O menu completa-se com uma combinação de scones, manteigas e marmelades (algo que também terá levado para a corte inglesa), finger sandwiches e uma seleção de pastelaria.
Quanto à carta da Rainha D. Carlota Joaquina de Bourbón, é possivelmente a mais elegante e esplendorosa das três, até porque D.Carlota  era uma verdadeira apaixonada pela moda parisiense. Aqui vamos encontrar scones com manteiga, compotas caseiras, crème fraîche, e a tradicional pastelaria de Sintra. Não falta sequer uma flute de champanhe e, claro o chá. Neste caso um aromático French Earl Grey.

Belmond Reid’s, “I had Tea at the Reid’s”

Os melhores chá das cinco em Portugal | Unibanco

Quando se fala em chás da tarde, em Portugal, o Reid´’s é uma referência obrigatória. Provavelmente a maior, e onde ainda lhe pedem (gentilmente) para se vestir a preceito e não utilizar roupa desportiva ou qualquer tipo de chinelos. O chá, no Reid’s, é uma tradição que remonta a 1840, aos primórdios do ritual mesmo em terras de sua majestade, pois foi nessa altura que começaram as ligações regulares de barco entre as duas ilhas. Por aqui já serviram Winston Churchill, a imperatriz Sissi da Áustria ou o rei Umberto de Itália, e a fama é de tal ordem que deu origem ao livro “I Had Tea at Reid’s”, da coleção The Most Famous Hotels in the World.
Prepare-se assim para saborear sanduíches, bolinhos e scones deliciosos, acompanhados por mais de 25 variedades de chá, para que um dia, também, possa dizer orgulhoso, “Eu tomei chá no Reid’s”.

Afternoon Tea no The Yeatman

Os melhores chá das cinco em Portugal | Unibanco

Mais a norte, o The Yeatman é um dos hotéis mais ingleses da Invicta, razão pela qual dão tanta importância ao chá. Servido no Dick’s Bar & Bistro, das 15h00 às 19h00, conta com scones, bolos secos, mini pastelaria, compotas, natas, sanduíches de rosbife, de salmão fumado, e uma grande seleção de chás da Dilmah Exceptional. E porque o The Yeatman é também um hotel vínico, pode ainda pedir o seu afternoon tea acompanhado por uma flute de espumante.

Oitavos Afternoon Tea and Spa

Os melhores chá das cinco em Portugal | Unibanco

Entre o Atlântico e o Parque Nacional Sintra Cascais, a proposta do hotel The Oitavos tem tanto de relaxante como de deliciosa. O programa Afternoon Tea and Spa combina uma massagem de corpo inteiro de 50 minutos com um circuito de Balneoterapia (piscina de jatos interior com água do mar, sauna, banho turco, Jacuzzi, Fonte de gelo) e, no final, um lanche preparado pelo chef pasteleiro composto por scones, pasteis de nata, bolo de arroz, areias de cascais, sandes mista e de vegetais, compotas, manteigas, natas azedas, chá (obviamente), leite, café ou chocolate quente. Vai sentir-se no céu!

Casa de Chá de Santa Isabel

Os melhores chá das cinco em Portugal | Unibanco

Nalguns locais a tradição ainda é o que era. É o caso das Vicentinas, como antigamente se chamavam, ali ao Rato, em Lisboa. A Casa remodelou o espaço, mas manteve o ambiente acolhedor e os deliciosos scones tal e qual como sempre foram. Juntou-lhes outras novidades, como bolos e sandwiches, para completar a oferta . E maior é, também, o objetivo desta casa que doa todo o seu lucro às obras sociais da Paróquia de Santa Isabel. Um chá que faz bem.

Outros:

Os melhores chá das cinco em Portugal | Unibanco

De volta a Sintra, o Penha Longa criou um chá da tarde em tributo à gastronomia local. Sintra é uma vila rica em pastelaria e todos os dias podem saborear-se queijadas de Sintra, mini travesseiros ou mini parrameiros, todos feitos pela equipa de pastelaria do resort, ao lado das propostas mais clássicas como scones e sandwiches.

Em Lisboa, é acorrer ao Lounge Almada Negreiros, no Ritz, e preparar-se para uma experiência deliciosa, pensada a quatro mãos, entre o chef pasteleiro Fabien Nguyen e o sous chef Diogo Lopes. Um chá elevado ao conceito de arte!

Os melhores chá das cinco em Portugal | Unibanco

No Porto, o Bar das Cardosas, no Palácio Hotel com o mesmo nome, oferece um chá das 5 ultra requintado, num ambiente tipo biblioteca inglesa. Chás, scones e mini sanduiches dignos de uma duquesa inglesa esfomeada .  

Por C-Studio / Cofina Media