Desconfinamento: os hotéis para uma escapadinha em Portugal Desconfinamento: os hotéis para uma escapadinha em Portugal

Desconfinamento: os hotéis para uma escapadinha em Portugal

Desconfinamento: os hotéis para uma escapadinha em Portugal

De norte a sul do país os hotéis começaram a reabrir, com medidas de segurança reforçadas e prontos para receber a nossa visita.


Publicado em 05-Jun-2020

Políticas de cancelamento mais flexíveis, check-ins isolados, fim dos buffets, atribuição de mesas únicas durante a estadia, limitação da capacidade máxima ou o reforço das medidas de higiene… Aos poucos os hotéis de Portugal seguem o caminho do desconfinamento, e muitos apostam também na natureza e no ar livre para reforçar a nossa segurança.

Conte com o cartão UNIBANCO para reservar o próximo destino de férias com toda a comodidade.

Alentejo

Na verdade os hotéis nunca foram realmente obrigados a fechar, como outros estabelecimentos, mas com as fronteiras encerradas e os portugueses isolados em casa a maioria optou mesmo por seguir esse caminho. Não foi esse o caso do Craveiral Farmhouse, um hotel na costa alentejana, perto da Zambujeira, que manteve sempre as portas abertas, reorganizando o serviço, reduzindo o número de casas abertas (divide-se em quatro núcleos de casas, com tipologias que vão do estúdio à casa com 2 quartos) e inclusivamente pondo alguns dos seus serviços ao dispor das autoridades locais. Uma atitude de coragem que lhe valeu merecida fama nas notícias – cá e lá fora – chegando inclusivamente à CNN.

Mas agora o Craveiral tem outra novidade, um restaurante em parceria com Alexandre Silva, o chef do Loco e também do Fogo, em Lisboa. FarmTable é o seu nome – e razão de ser, pois vive totalmente virado para o conceito “da horta para a mesa”. Pelo caminho conta produzir 70% dos ingredientes consumidos, até porque área de cultivo não falta nesta quinta onde, além da horta e do pomar, estará também contemplada a criação de animais. O resto vem de produtores locais, produtos simples, mas de grande qualidade e trabalhados com a criatividade e mestria de quem tem saber para ganhar uma estrela Michelin (no Loco).

É no Alentejo também, mas mais perto de Évora, que encontramos a Imani Country House, uma propriedade com 12 hectares e apenas 7 quartos!  Não falta espaço nem natureza, pois aqui estamos rodeados de olivais, pomares e jardins centenários, que delimitem toda a área, inclusivamente as duas piscinas isoladas. O Cromeleque dos Almendres fica mesmo ali ao lado, permitindo um passeio reenergizante, mas se preferir pode calmamente desfrutar de uma bebida ao ar livre no terraço privativo de cada quarto. Durante este período o restaurante Improvável passou a ser de uso exclusivo dos hóspedes, ainda que o salão com 200 m2 permita um distanciamento social bastante generoso.

Douro

Mais a norte, a nossa sugestão passa por visitar uma das grandes novidades da região, o Ventozelo Hotel & Quinta. Inaugurado no final de 2019 (e encerrado pouco depois), este enoturismo fica localizado em pleno coração do Alto Douro Vinhateiro, entre o Pinhão e Ervedosa do Douro. Falamos de 29 quartos, distribuídos por diferentes edificações espalhadas pelos 400 hectares de quinta (metade deles com vinha), num anfiteatro natural de raríssima beleza. Desses 29 quartos apenas reabrem 22, sendo que alguns se podem converter em casas para toda a família. Durante a estadia pode desfrutar do restaurante Cantina de Ventozelo, com ementa a cargo de Miguel Castro e Silva, e de diversas experiências de turismo na natureza, entre as vinhas, na floresta e no próprio rio. Existe ainda uma app que serve de audioguia para fazer as visitas e percursos pela quinta de forma autónoma.

Também no Douro, a Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo tem uma fama vínica que dispensa apresentações, e o seu enoturismo segue os mesmos passos. Para mais agora, em que a quinta aproveitou este período para fazer uma renovação de todos os 11 quartos e áreas comuns, mantendo todo o charme desta casa oitocentista colada à adega de 1760. Para estes dias a QN criou também programas especiais de três a cinco noites, sob o lema slowliving, para que possa desfrutar de um bom vinho e em contacto com a natureza – e ter uma experiência “de enólogo por um dia” com a criação de um lote de vinho próprio e do rótulo da garrafa que levará para casa.

Na praia

Para quem procura pôr os pés na areia, então o Algarve deverá ser o destino. Mais concretamente o Salgados Dunas Suites, com uma localização privilegiada sobre as enormes dunas da praia dos Salgados, um areal enorme e prístino. O empreendimento criou uma rede pedonal suspensa em madeira, para que possa ir à praia ou fazer longas caminhadas sobre este rico ecossistema sem destruir a natureza, e esta unidade da Nau garante todas as medidas de segurança, incluindo a 40 de todos os quartos nas 24 horas seguintes a cada utilização e desinfeção total.

Já para quem vive perto de Lisboa, e não pretende deslocar-se ainda para muito longe, tem a oportunidade de ser um dos primeiros hóspedes do renovado Albatroz Hotel, na Baía de Cascais. Trata-se de um dos hotéis mais icónicos desta costa portuguesa, e acabou de ver os seus espaços – o Palacete dos Duques de Loulé e o Palácio Albatroz – totalmente renovados por Gracinha Viterbo. Mas o Albatroz apostou mais forte ainda na vertente gastronómica, indo a França buscar os talentos de Frederic Breitenbucher, que regressa a Portugal depois de ter estado envolvido na atribuição da primeira estrela Michelin ao Fortaleza do Guincho, em 2001. Está a nascer uma nova referência gastronómica de Portugal, e quem sabe não tropeça no Presidente da República, à mesa do restaurante ou numa das praias do concelho?

Por C-Studio / Cofina Media