Devia alterar estas definições no seu iPhone Devia alterar estas definições no seu iPhone

Devia alterar estas definições no seu iPhone

min de leitura

Com estas pequenas alterações vai aumentar a sua privacidade, a vida da bateria e muito mais. No fundo, vai tirar muito mais proveito do iPhone.


Publicado em 24-Out-2022

 

Tem um novo iPhone? Parabéns, porque é um excelente telemóvel que, com uns pequenos “toques” pode ficar ainda melhor. Naturalmente que pode deixar tudo exatamente como veio de fábrica, mas se alterar algumas destas definições vai aumentar o seu grau de privacidade, a produtividade, e ainda melhorar a vida da bateria. No fundo, vai tirar muito mais prazer da experiência de utilização.  

Adicione mais dedos ao Touch ID

O Touch ID, ou leitor de impressões digitais, é, junto com o reconhecimento de rosto, a forma mais simples de desbloquear o ecrã principal. O problema é que por vezes dava muito mais jeito usar outro dedo, como o indicador, por exemplo, quando o telemóvel está pousado numa mesa, ou mesmo a outra mão. Felizmente o iPhone permite-lhe adicionar até cinco dedos.
Como fazer:
Vá a Definições > Touch ID e código. Toque em “Adicionar uma impressão digital” e siga as instruções no ecrã.

Transforme a parte de trás do iPhone num botão

A parte de trás do iPhone pode ser utilizada como um botão “secreto” para executar certas ações ou atalhos, como tirar um screenshot, ou ligar as luzes inteligentes sempre que chega a casa.
Como fazer:   
Abra Definições > Acessibilidade > Toque > Tocar Atrás. Em seguida escolha Toque Duplo ou Toque Triplo e a ação pretendida.

Devia alterar estas definições no seu iPhone | Unibanco

Cancelar o push e-mail

Necessita realmente que o telemóvel procure um novo e-mail a cada segundo? Porque é isso, basicamente, que faz o Push e-mail. Uma opção conhecida por consumir bateria. Em alternativa pode definir um intervalo de tempo (15 minutos, 30, de hora a hora) ou manualmente. Ou seja, sempre que abrir as aplicações de e-mail. Tudo resto é uma distração e um consumo desnecessário de bateria.
Como fazer:
Abra Definições > Mail > Obter dados. Se tiver várias contas de mail, esta opção está em Contas > Obter dados. Depois é só escolher a opção pretendida.

Defina as notificações das aplicações

O iPhone permite desligar as notificações de algumas aplicações ou, pelo menos silenciá-las, para que o aviso surja no ecrã, mas sem barulho ou vibração. O sistema de notificações é fundamental para aumentar a produtividade. Limitando as distrações do que é acessório, mas ser alertado para o que importa,
Como fazer:
Abra Definições > Notificações, e selecione cada app que pretende silenciar ou cancelar.

Diminuir a luminosidade

A regra é muito simples: quanto mais alto for o brilho do ecrã, maior a energia consumida. E com este ecrã é possível diminuir a intensidade até meio, sem problemas. De início pode causar alguma estranheza, mas habituamo-nos  rapidamente.
Como fazer:
Abra as Definições > Ecrã e Brilho, e deslize a barra do Brilho até meio.

Altere o tamanho do texto

O iPhone, como todos os telemóveis, tem um tamanho de texto pré-definido, mas isso não significa que não posso alterar o tamanho das letras para facilitar a leitura. Esta alteração aplica-se a todas as aplicações que suportem o tipo de letra dinâmico.  
Como fazer:
Definições > Ecrã e Brilho > Tamanho de texto, e ajustar a barra ao tamanho pretendido.

Rever o acesso às informações de localização

Apps como o Waze ou o Google Maps precisam naturalmente de saber a sua localização exata para poder funcionar. Ou mesmo a Uber Eats e a Glovo, para delimitarem as zonas de entrega e fazerem chegar a comida até si. Mas há muitas outras aplicações, como o Instagram por exemplo, que não precisam de saber onde anda a cada momento − e é muito fácil de as impedir.  
Como fazer:
Vá a Definições > Privacidade e segurança > Serviços de localização. Toque na aplicação desejada para rever ou alterar o seu acesso, desativando “Localização exata”

Por C-Studio / Cofina Media

Vítor Sobral, um chef na primeira pessoa

Vítor Sobral, um chef na primeira pessoa

Aos 55 anos é uma referência gastronómica e um dos nossos cozinheiros mais famosos, mas o seu segredo é muito simples: “fazer com que as pessoas comam bem”