As melhores máquinas fotográficas instantâneas As melhores máquinas fotográficas instantâneas

As melhores máquinas fotográficas instantâneas

Esqueça as lentes dos telemóveis, os megapíxeis e as câmaras ultracomplicadas, porque as máquinas instantâneas levam a fotografia de volta à sua forma mais pura.


Publicado em 29-Set-2021

Já sabe que nunca vai conseguir imagens com a mesma qualidade das grandes máquinas fotográficas, nem criar tantas alternativas como num telemóvel, mas ter uma foto em papel, na mão, é uma experiência muito mais compensadora. Diríamos até que uma imagem (impressa), vale mais do que mil imagens (no ecrã) – é por isso que a popularidade das máquinas instantâneas tem estado sempre a disparar (passe o trocadilho).

Com outra vantagem: como são máquinas analógicas, low tech, não vão ficar obsoletas já no próximo ano.

Neste mundo, a maior parte dos players recorre aos formatos fotográficos da Instax, produzidos pela Fuji. São filmes com cores vibrantes e um toque retro difícil de igualar, até no Photoshop. Produzem-se atualmente nas versões Mini, Wide e Square. Temos também as versões da Polaroid, exclusivas das suas máquinas, que são um pouco maiores (o que é bom), mas precisam de mais tempo para “revelar” e acabam por ficar mais dispendiosas. A escolha é naturalmente sua, mas não sem antes dar uma vista de olhos nestas hipóteses…

Instax Mini 11               

As melhores máquinas fotográficas instantâneas | Unibanco

A Fuji Mini 11 é, provavelmente, a câmara instantânea mais utilizada em todo o mundo, e por uma boa razão. Ou várias: o preço é acessível, o design bastante divertido e é muito fácil de usar. A qualidade fotográfica, a exposição e a gama de cores são também bastante boas, além de que o flash é bastante eficiente, contribuindo também para os resultados nítidos e iluminados das fotos, mesmo em condições de pouca luz. Fora isso, não existem muitos ajustes manuais que se possam fazer e é basicamente uma point and shot.
Como seria de esperar, também, a Mini 11 usa as cargas Mini da Fuji, o que resulta em fotos de 46×62 mm, em formato retrato. Preço: 71,90 euros

Polaroid Now+

As melhores máquinas fotográficas instantâneas | Unibanco

Se procura algo com um pouco mais de qualidade, e maior versatilidade – nomeadamente ao nível dos ajustes manuais e da conetividade, então a Polaroid Now+ é uma máquina para levar em conta.
Claro que também é bastante maior, mais pesada e cara, mas esse é o custo a pagar para ter o design clássico Polaroid dos anos 1970, e o formato original das fotografias instantâneas: quadradas e um pouco maiores do que as Fuji (79 mm, com moldura de 107×88 mm).
A Now+ oferece cinco lentes físicas que permitem, desde logo, alguma criatividade artística e ainda diferentes modos de disparo, muitos dos quais via ligação ao smartphone. Serão estas definições que os amantes da fotografia vintage vão adorar: pintura de luz, prioridade de abertura, manual, exposição dupla, retrato. É de referir que não existe um modo selfie – mas se existisse provavelmente não serviria de muito, dado o formato e peso da máquina. Preço: (a partir de) 149,99 euros.

Lomo’Instant Automat Glass

As melhores máquinas fotográficas instantâneas | Unibanco

E assim chegamos à Lomo, e à primeira máquina instantânea com uma lente grande angular. O resultado são imagens supernítidas, perfeitas para paisagens, natureza ou arquitetura.
Por princípio, a Lomo controla a abertura e a velocidade do diafragma, mas se optar por desligar o auto pode experimentar com exposições mais longas, pintura de luz ou modo noturno. Mesmo em auto, aliás, pode logo escolher se pretende a imagem mais clara ou um pouco mais escura. Tem filtros manuais, também e no geral é uma excelente máquina, que usa os filmes Instax Mini . Preço 179 euros.

Instax SQ1

As melhores máquinas fotográficas instantâneas | Unibanco

A SQ1, de Square 1, tira, como o nome indica, fotografias quadradas. É, basicamente, mais uma bonita e intuitiva máquina da Fuji, que compensa na qualidade das fotos, a falta de ajuste manual ou controlo criativo. Existe, no entanto, um modo selfie, com foco mais perto e um pequeno espelho para o enquadramento. É um pouco maior e mais cara do que a Mini, mas os resultados conseguem ser um pouco superiores. Preço: 109,99 euros

Kodak Mini Shot 2 Retro Instant Camera

As melhores máquinas fotográficas instantâneas | Unibanco

Tal como o nome indica, esta pequena Kodak tem definitivamente um toque retro muito apelativo. É uma pequena máquina acessível, fácil de usar, mas que oferece uma abordagem um pouco diferente porque, em vez de usar filme, opta por ter uma mini-impressora na máquina, que imprime no momento. As impressões são muito vívidas, com 54X86 mm, e a Kodak garante que esta fórmula é muito mais económica. Pode ainda só guardar a foto (mas na memória do smartphone, já que não tem armazenamento interno) e tem a possibilidade de fazer o inverso, ou seja, imprimir a partir da galeria do telemóvel. Preço: 109 euros.


Por C-Studio / Cofina Media