100 cursos para tirar online 100 cursos para tirar online

100 cursos para tirar online

100 cursos para tirar online

Aproveite a quarentena para tirar um curso online. Quem sabe se a sua próxima oportunidade não está por aí à espreita


Publicado em 20-Abr-2020

Pode escolher um curso para refrescar conhecimentos, melhorar a sua formação académica, aprender novas skills ou apostar numa área completamente diferente. Pode querer tirar um curso por razões estritamente profissionais ou meramente por prazer, apostando num hobbie. Ou se calhar os cursos nem sequer são para si, mas para ensinar algo de diferente às crianças, também em casa nesta altura. Independentemente do motivo, o importante é aproveitar da melhor maneira este isolamento social.

Ivy League

Quem não gostaria de ter no seu currículo uma passagem por Harvard, Yale, Princeton ou qualquer outra das oito universidades americanas da Ivy League? A boa notícia é que pode, mais facilmente do que imagina, e ainda por cima nem precisa de pagar nada por isso. A esmola é grande mas não desconfie, pois estas oito universidades estão mesmo juntas numa plataforma em que oferecem perto de 500 cursos online  ̶  411 com direito a certificado. Com duração e frequências flexíveis, pode tirar uma introdução à contabilidade financeira (seis a oito horas por semana, quatro semanas) na Penn; à engenharia informática (10 a 12 horas por semana, 12 semanas) em Harvard; ou à arte da negociação (seis a 12 horas, sete semanas) em Yale. Mas também pode aprender sobre Shakespeare, música clássica, competências sociais… Os temas são bastante abrangentes, mas de enorme valor

100 cursos para tirar online | Unibanco

Ivy League à portuguesa

Felizmente, nem precisa de sair de Portugal para tirar um curso numa grande universidade. A do Porto, por exemplo, via Business School convida-nos a entrar “numa nova aventura online”, com cursos em desenho de modelos económicos (16 horas, 140 euros); crowdfunding (12 horas, 35 euros), análise de problemas ou tomada de decisão (12 horas, 150 euros). Há muitos mais, e todos virados para as necessidades reais do mundo empresarial.

Online em segurança

Utilize o cartão UNIBANCO para pagar cursos online com total comodidade e segurança. Descubra mais aqui.

British Council

O British Council, em Portugal, criou a My Class Virtual, uma plataforma que replica as aulas normais da escola, mas em ambiente digital. Assim, as aulas serão síncronas (ou seja, em tempo real e com interação entre professores e alunos) e abertas a todos os que o desejem. Só precisa de marcar um teste prévio para saber qual o seu nível. Os pacotes de aulas começam nos 14 euros por hora e cada aula tem a duração de 90 minutos.

Babbel

A Babbel é outra instituição de línguas a oferecer cursos online. Neste caso pode escolher entre vários idiomas (inglês, francês, espanhol, italiano, alemão e até russo ou turco). Aqui basicamente interage com um assistente virtual, por 6,65 euros por mês, por três meses.

100 cursos para tirar online | Unibanco

MasterClass

Aprenda com os melhores. Esta é a lógica por trás da MasterClass, uma escola virtual que recruta os melhores mestres em cada área. Ou seja, quer aprender culinária? Os seus professores serão Gordon Ramsay, Massimo Bottura ou outros chefs de igual renome. Cinema? Ron Howard ou Scorsese ensinam a realizar. Samuel L. Jackson, Helen Mirren ou Natalie Portman a atuar. Economia? Paul Krugman. Conservação? Jane Goodall. Jornalismo de investigação? Bob Woodward. Liderança? Howard Schultz. Fotografia? Annie Leibovitz. Póquer com Daniel Negreanu (quem quer que ele seja), xadrez com Kasparov…Existem muitos mais cursos, professores e áreas, mas já deu para perceber a ideia.

Happy Code

A Happy Code ensina programação a crianças dos 7 aos 17 anos, logo, por maioria de razão, não há motivo nenhum para parar o trabalho só porque as aulas têm de ser digitais. Há bootcamps para quem se esteja a iniciar na programação e para quem já tem alguns conhecimentos, mas quer desenvolvê-los. Existem cursos de Minecraft (um jogo perfeito para as crianças se iniciarem na programação enquanto criam os seus mundos), Roblox, programação de apps, jogos ou mesmo a criação de um canal de YouTube… Deixe que os seus filhos aprendam uma nova linguagem que lhes será fundamental no futuro e aproveite esse tempo para descansar um pouco.

Por C-Studio / Cofina Media