10 dicas para comprar online em segurança 10 dicas para comprar online em segurança

10 dicas para comprar online em segurança

10 dicas para comprar online em segurança

Comprar pela Internet é cómodo, rápido e, desde o confinamento, a única hipótese para muitos consumidores. Mas como ter uma experiência perfeitamente descansada?


Publicado em 24-Fev-2021

O comércio digital está a tornar-se numa prática cada vez mais comum para a maioria dos internautas, e o confinamento só veio exponenciar ainda mais esse crescimento. E se é verdade que a maioria das transações decorre sem qualquer problema, também é certo que em muitas não se vai passar o mesmo. Problemas com os prazos de entrega, moradas trocadas ou produtos que não correspondem ao anunciado estão entre as principais queixas, mas por vezes a questão assume contornos mais graves, relacionadas com fraudes ou ataques que procuram expor os dados bancários. De acordo com a análise do Portal da Queixa, ao longo de 2020 foram registadas 5786 reclamações relacionadas com burlas online, um aumento de 69% face ao ano de 2019, onde foram apresentadas pelos consumidores 3415 queixas. Nem tudo é um mar de rosas e é por isso fundamental ter alguns cuidados extras com as compras online.

Procure o cadeado

Uma das formas mais simples de comprar em segurança será utilizar apenas sites seguros. Quando assim é, o site terá um cadeado na barra de endereços, do lado esquerdo, antes do próprio endereço. Pode inclusivamente clicar-lhe, com o botão do lado direito do rato, e verificar os certificados. Outro indicador é que o “http” terá sempre um s, no final: https. Isso significa que existe uma encriptação SSL (Secure Sockets Layer) instalada. Nunca faça compras num site sem estes indicadores.

10 dicas para comprar online em segurança | Unibanco

Cuidado com o que segue

Não siga qualquer link, porque pode estar a ser redirecionado por um site falso. Quase igual, mas falso. Por isso, em caso de shopping, opte sempre por inserir manualmente o endereço do site. Pesquise também a reputação da loja nas redes sociais ou nos portais de queixa.

Proteja o computador

Como calcula, os hackers não estão à espera de um convite formal para entrar no seu computador, ou que amavelmente partilhe os dados bancários com eles. Por isso necessita de o proteger constantemente, com uma firewall, um antivírus, um programa contra malware, outro para spyware, uma Virtual Private Network (VPN) e tudo o mais que conseguir. Não se esquecendo nunca de fazer updates regulares, começando pelo sistema operativo. E também não abra, nem execute, ficheiros ou anexos de emails sem os ter validado antes com um antivírus atualizado.

10 dicas para comprar online em segurança | Unibanco

Atenção ao Phishing

Tenha muito cuidado com os emails que solicitam informações sensíveis ou pessoais, e nunca forneça os seus dados como resposta. O Phishing é uma fraude cada vez mais comum e começa geralmente por uma mensagem eletrónica – utilizando falsos pretextos – para induzir o destinatário a fornecer informações bancárias. Esses e-mails parecem mesmo ter como remetente uma instituição bancária, ou outra empresa fidedigna para melhor disfarçar o logro, e um link que parece levar ao site legítimo. Nessa página, a vítima será então levada a introduzir ou confirmar informações como os códigos de acesso aos serviços da banca online, números de cartões, etc. Na maioria das vezes estas mensagens apelam a uma qualquer acção urgente para evitar o bloqueio da conta e é também frequente encontrar erros grosseiros de português ou expressões pouco comuns.
Aliás, por princípio, em qualquer compra não deve partilhar mais informações do que as necessárias para a realização da transação, pois nenhuma marca necessita de saber o seu número de cidadão ou a data de nascimento para vender uma camisola. Lembre-se, quanto mais informações os criminosos conseguirem sobre si, pior (para si!), e nenhuma marca, por muito fidedigna ou famosa que seja, está a salvo de um ataque de hackers. Já aconteceu às melhores e maiores. Por esse motivo, também, não precisam de guardar o seu cartão de crédito para “compras futuras”. Quando isso voltar a acontecer, logo volta a inserir o cartão. 

Uma password única

É humanamente impossível gerir todas as passwords necessárias para cada uma das contas online. Uma solução possível seria obviamente usar a mesma password para tudo, algo que nenhum especialista recomenda. Por motivos óbvios: se um pirata informático a apanhar, ganha uma via verde para todas as suas contas. A melhor solução passa então por ter um gestor de passwords (existem vários na Internet), que vai gerar novas palavras-passe absolutamente aleatórias, grandes e com a mistura certa de letras, capitulares, números e símbolos. Uma password à prova de bala. Assim, fica apenas com um problema para resolver: definir uma password para esse programa, que seja impossível de deslindar, mas fácil de memorizar, pois será essa a única forma de entrar no gerador. Ou seja, se a perder, perde todas as outras definitivamente já que não é recuperável, por questões de segurança .

10 dicas para comprar online em segurança | Unibanco

Conte com a ajuda do Unibanco

O Unibanco desenvolveu um conjunto de serviços por forma a garantir uma maior segurança online. Assim, ao utilizar os produtos Unibanco pode contar com:
– 3D Secure, um serviço gratuito que permite validar todas as compras realizadas através de um código SMS.
– MBNet, disponibilizando cartões virtuais que podem ser associados ao cartão Unibanco existente, mas com montantes máximos autorizados.
– Alertas de segurança, enviando um alerta sempre que existir uma transação que ultrapasse o valor previamente definido.

Acompanhe os movimentos

Examine os movimentos do seu cartão com regularidade. Não espere pelo fim do mês, com a chegada do extrato. Assim, se existir qualquer ato fraudulento pode reagir com maior celeridade. E nunca utilize um cartão de débito para compras online, pois estará mais protegido com um cartão de crédito.

Não compre em público

A privacidade é essencial para compras em segurança. Sendo assim, evite utilizar redes de acesso público, como redes de centros comerciais ou de cafés. Utilize o seu próprio computador, e não de amigos ou terceiros. E prefira estar em casa, longe de olhares curiosos. Recorde-se que no meio de toda esta tecnologia um curioso a espreitar por cima do ombro ainda pode ser a forma mais fácil de apanhar o número do seu cartão de crédito, prazo de validade e os três dígitos de segurança.

10 dicas para comprar online em segurança | Unibanco

Smartphone vs. computador

Se a loja online em que pretende efetuar compras possuir uma aplicação dedicada, opte por esse meio. Fazendo a transação diretamente com a loja e sem um browser de intermediário. Por vezes, o telemóvel é uma opção mais segura do que o computador.

Reclame, reclame, reclame  

O site e-compras com direitos é uma iniciativa da DECO PROTESTE e um excelente lugar para conhecer todos os seus direitos enquanto consumidor, e não hesite em reclamar para todas as instâncias disponíveis. A DECO é uma excelente plataforma, mas pode ainda reclamar para a linha de resolução de litígios criada pela União Europeia, para a Direção-Geral do Consumidor ou para o Portal da Queixa, que tem em marcha a campanha #NãoSejasPato que visa informar para os perigos online e potenciar compras seguras na internet.

Por C-Studio / Cofina Media