Anos 60 Anos 60

Anos 60

Os vibrantes anos 60 estão de volta com um toque moderno, variações monocromáticas e estampados modernizados, que são ao mesmo tempo sexy e a epítome do bom gosto.


Publicado em 17-Set-2021 por Ana Campos, consultora e stylist de moda

Uma das mais marcantes décadas do século XX em moda foi, sem dúvida, os anos 60, pela inovação em materiais, pela ousadia das formas e principalmente pelo livre-arbítrio feminino. O verdadeiro exemplo no qual a moda espelha os movimentos sociais que se viviam momento.

A mulher passou a lutar pela liberdade de expressão, e isso implicou muitas experiências de silhuetas e formas, bem como o uso de novas matérias-primas em roupa, nunca antes vistas, como o PVC e o vinil. Mary Quant popularizou a minissaia e Jackie Kennedy o chapéu Pillbox, surgiram movimentos como os Mods em Londres, a Space-age nos Estados Unidos, impulsionada pelas viagens no espaço, e as experiências mais psicadélicas deram o mote a estampados e cores vibrantes no dia a dia.

Durante as últimas décadas, há revivalismos dos anos 60 com as minissaias e os vestidos evasé usados com as botas de cano alto, ou as calças boca de sino, entre outras, mas este inverno, para além de todos os elementos mais populares na altura marcarem presença na maior parte dos desfiles, os detalhes e acessórios desta década de afirmação feminina do século XX também estão de volta.

Donatella Versace encheu o seu desfile com lenços usados como bandanas sobre o cabelo, mesmo num look mais dedicado a noites de festa usado por Naomi Campbell; na Nina Ricci o chapéu Pillbox regressou em cores vivas; na Chanel os fatos estruturados voltaram a ter minissaias evasé; na Courrèges assistiu-se à modernização dos vestidos da década que viu a marca icónica nascer, agora coordenados com bonés de pala rígida; na Emilio Pucci os estampados foram coordenados entre vestidos, collants e sapatos (lembrando que os collants com motivos estão de volta); a Fashion East demonstrou como as perneiras podem substituir as botas altas num coordenado com minissaia; e a Valentino revestiu looks com o estampado de leopardo tão acarinhado nos anos 60, na apresentação da coleção pre-fall, além de revisitar os clássicos minivestidos com folhos das criações dessa década, no desfile de inverno 2021.

A silhueta e a feminilidade vibrante dos anos de ícones de estilo como Brigitte Bardot ou Jean Shrimpton destacam-se na próxima estação com uma lufada de ar fresco nas cores e sensualidade de um inverno muito mais otimista.

Desfiles FW21:

Shopping:

Por C-Studio / Cofina Media