Vai de férias? Saiba como se proteger dos imprevistos Vai de férias? Saiba como se proteger dos imprevistos

Vai de férias? Saiba como se proteger dos imprevistos

min de leitura

Os imprevistos estão sempre à espreita e não existem férias 100% seguras ou, se houvesse, possivelmente não as queríamos. Mas não custa estar preparado…


Publicado em 25-Jul-2023

É melhor nem pensar em greves dos controladores aéreos, dos pilotos ou nos comboios, que parecem desenhadas para nos estragar as férias. Pior ainda será apanhar algum desastre natural, como as erupções na Islândia ou nas Canárias. Eventos deste tipo estão fora do nosso controlo, e é por isso que não é possível garantir férias totalmente seguras, mas felizmente a maioria dos problemas podem ser evitados, ou resolvidos com alguma paciência e uma boa dose de planeamento…  

Bagagem perdida

Vai de férias? Saiba como se proteger dos imprevistos | Unibanco

Chegar ao destino e descobrir que todos aqueles vestidos e biquínis incríveis que comprou de propósito para as férias não chegaram é um pesadelo cada vez mais comum.

O melhor conselho será não despachar a mala, evidentemente, o que não é assim tão difícil. Afinal, estamos nas férias de verão, a roupa é leve e sempre que pensar “será que vou precisar disto?”, a resposta é não. Ponto final. Traveling light é uma arte que se deve dominar. 

Ok, não tem outro remédio senão despachar a mala? Mesmo assim há alguns truques para evitar problemas maiores:

Colocar uma tag dentro da mala permite segui-la mais facilmente.

Garantir que leva uma muda de roupa e as coisas mais importantes consigo. Perder o fato de banho é chato, mas pode sempre comprar outro. Ficar sem medicamentos é mais complicado… Já agora, não se esqueça de guardar o recibo do fato de banho, e das outras coisas que tiver de comprar por ter ficado sem mala, a companhia aérea é obrigada a indemnizar esse valor. Informe-se junto do balcão da companhia sobre os seus direitos, que também pode consultar neste site dos consumidores europeus. Aqui consegue verificar ainda os direitos em caso de cancelamentos ou atrasos nos transportes, que vamos tratar em seguida.

Atrasos & cancelamentos

Vai de férias? Saiba como se proteger dos imprevistos | Unibanco

Não seja aquela pessoa que perdeu o avião porque chegou atrasado ao aeroporto. Imprevistos acontecem, lembra-se? É o propósito deste artigo, e quem sabe se não houve um acidente ou qualquer outra coisa que o impediu de chegar a horas. Aponte sempre para três horas antes − é preferível esperar num sítio com restaurantes e lounges do que perder as férias.

O mesmo é válido para os voos de ligação. Intervalos mais apertados do que duas horas e:

Vai andar a correr pelo aeroporto à procura da nova porta de embarque.

Esqueça as malas. Se as despachou, é garantido que já não chegam ao destino.

Qualquer pequeno atraso no primeiro voo e arrisca-se a falhar o segundo.

Certifique-se de que existem voos a seguir, para o mesmo destino, e lembre-se de que nestes casos a companhia é obrigada a encontrar uma solução. Assim como marcar noites de hotel, caso seja necessário.

Se a viagem tem algum propósito específico – por exemplo, assistir a um casamento –, considere marcar o trajeto para um ou dois dias antes, por precaução.

Perder ou ser assaltado e ficar sem dinheiro

Vai de férias? Saiba como se proteger dos imprevistos | Unibanco

O dinheiro não traz felicidade, de facto, especialmente se o perder. Agora imagine ficar de férias, no estrangeiro, e sem meios de pagar as contas… O dinheiro é fundamental, mas também pode ser uma fonte de problemas, por isso aconselhamos a:

Em caso de roubo, dirija-se imediatamente à polícia.

Não colocar todos os ovos no mesmo cesto − Separe o cartão de crédito do dinheiro e divida-o por vários sítios

O cartão de crédito é o melhor meio de pagamento nas férias − Dizem as companhias seguradoras e a polícia que oferece frequentemente uma melhor proteção e uma maior probabilidade de recuperar o dinheiro perdido. Com o Cartão de Crédito UNIBANCO, perante situações de perda, roubo ou extravio do cartão de crédito, tem à sua disposição um serviço de atendimento permanente em Portugal e no Estrangeiro (24 horas por dia, todos os dias do ano), com atendimento multilingue. No caso de utilização fraudulenta do cartão de crédito, a sua responsabilidade cessa logo que comunica à Unicre a situação. Mesmo nas 48h anteriores à comunicação, a sua responsabilidade nunca será superior a 50 euros. É sempre uma dor de cabeça, mas muito menos grave do que ficar realmente sem o dinheiro.

Tenha sempre dinheiro em espécie consigo. Mesmo tendo em conta o que acabámos de escrever, podem existir espaços que não aceitam cartões ou terminais que recusam o seu ou outros problemas semelhantes. Mesmo dentro da UE este género de coisas é comum,  por isso é preferível ter umas notas à mão para qualquer coisa. Leve apenas o que imagina que possa ser necessário para o dia e esconda ou guarde o resto no cofre do hotel – onde também pode deixar um segundo cartão de crédito.

O smartphone morreu

Vai de férias? Saiba como se proteger dos imprevistos | Unibanco

Perder, partir ou roubarem-nos o telemóvel nas férias é capaz de ser dos piores sustos. Imagine-se tudo o que tem lá dentro: os bilhetes de avião, as reservas de hotel, o acesso ao banco, os contactos da família, a câmara fotográfica, o tradutor, o GPS… com a quantidade de vezes que lhe mexe ao longo do dia não é de estranhar que algo possa acontecer. Para estas situações recomendamos:

Levar outro telemóvel − Pode ser um aparelho mais antigo ou qualquer coisa mais baratucha, mas serão suficientes para uma emergência.

Imprimir tudoBoarding pass, reservas de hotel, etc.

Apontar num caderno − À maneira antiga, apontar os números das reservas de voo e dos hotéis, os contactos mais importantes, os da agência de viagem ou de familiares… o que lhe ocorrer. Só tem de garantir que não perde o caderno, também.

Pedir ajuda no hotel – Mesmo que não tenha impresso nem apontado nada, pode sempre pedir ajuda no hotel. Provavelmente consegue ainda encontrar todas essas informações online e o hotel pode imprimir o que necessitar.  

Acidentes & doença

Vai de férias? Saiba como se proteger dos imprevistos | Unibanco

De férias ninguém quer sequer ouvir falar em acidentes ou doenças. Nem sequer de indisposições, mas tudo isso pode acontecer.

A boa notícia é que se for dentro do espaço da União Europeia, basta ter o cartão europeu de seguro de doença para ter acesso aos serviços públicos de saúde em qualquer país. O cartão é gratuito, e se ainda não tem deve pedir no site da Segurança Social online, em “doença”.

Uma alternativa é fazer um seguro de viagem. Será provavelmente a melhor salvaguarda para muitas das situações descritas acima, para responder perante danos a terceiros ou garantir a melhor assistência médica.

Pode já ter um seguro de viagem?
É possível, sim. Se pagou a viagem com um cartão de crédito como os Unibanco Business beneficiará, bem como todo o seu agregado familiar, do seguro de viagem Victoria Seguros, com coberturas de acidentes pessoais, extravio, roubo ou deterioração da bagagem, cancelamento de viagem e responsabilidade civil. Bem como de um conjunto de assistências médicas e técnicas, como o pagamento das despesas médicas ou a supervisão de crianças no estrangeiro. Pode saber melhor todas as condições no site do cartão UNIBANCO Business Gold ou UNIBANCO Business Silver.

Se contratou um pacote turístico com uma agência de viagens, por exemplo, em princípio também já terá uma apólice de seguro de viagem, e nesse caso deve apenas confirmar se as coberturas e os respetivos capitais são suficientes.

Caso pretenda fazer um seguro dedicado, as principais companhias de seguros oferecem todas essa possibilidade, em qualquer momento. É só uma questão de comparar preços e vantagens.

Por C-Studio / Cofina Media

Club7, mais do que um clube

Club7, mais do que um clube

Carolina Melo Duarte e Bruno Nunes contam como foi transformar um santuário de bem-estar em algo ainda mais completo e único.