Como poupar nas comissões do banco Como poupar nas comissões do banco

Como poupar nas comissões do banco

min de leitura

As despesas com as contas bancárias continuam a subir, mas existem algumas estratégias para baixar esta fatura e deixar o dinheiro no lado certo da conta.


Publicado em 18-Mar-2022

Nos últimos anos temos assistido a uma subida generalizada das comissões bancárias. Da manutenção da conta, às transferências por homebanking, dos custos dos cartões de débito e crédito aos levantamentos em numerário, poucos são os serviços que escapam a este impulso inflacionista que, feitas as contas, podem representar muitas dezenas de euros por ano.

Praticamente todas as comissões estão mais caras, e começam logo só para manter a conta aberta, valor que na média dos bancos ultrapassa já os 65 euros ano. Como infelizmente não é mais possível guardar o dinheiro debaixo do colchão – afinal, ter uma conta bancária é uma obrigatoriedade imposta, quase até, pelo Estado – a solução passa por encontrar as melhores estratégias que permitam baixar as despesas

Como poupar nas comissões do banco | Unibanco

Nem todos os bancos cobram o mesmo

Os bancos não cobram todos as mesmas comissões. Não cobram sequer as mesmas taxas para cada produto ou serviço e isto quer dizer que o banco A pode, por exemplo, não cobrar qualquer valor pelas transferências, mas, por outro lado, carregar no custo dos cartões de débito ou crédito. A escolha da melhor instituição vai por isso depender do uso que lhe der sendo que, neste caso, o Banco de Portugal presta um valioso serviço ao cliente, pois disponibiliza um Comparador de Comissões com todos as instituições e dividido até por produtos e serviços. Será o primeiro passo.

Escolher produtos sem comissões

Recorde-se da frase “quem não está bem, muda-se”.  Se a sua conta atual não é a mais adequada, existem muitas outras opções no mercado por onde escolher. Sendo que a troca pode nem sequer implicar uma mudança de instituição bancária, pois dentro do seu banco podem existir produtos e serviços mais adequados e que permitem reduzir o valor pago.

Entre as opções mais comuns estão:
Conta ordenado. Ao optar por domiciliar o ordenado na conta poderá ficar isento do pagamento de comissões de manutenção. Algumas instituições exigem, no entanto, um saldo médio mensal superior, por exemplo, a 1000 ou 1500 euros. Caso contrário regressam as comissões.  
Conta de serviços mínimos – Esta é uma conta à ordem que permite, como o nome indica, aceder aos serviços bancários essenciais, como ter um cartão de débito e realizar transferências e pagamentos de serviços, por um preço mais reduzido. O valor da comissão de manutenção neste tipo de contas não pode exceder 1% do salário mínimo nacional, mas para aderir não é possível ter mais do que uma conta bancária.

Como poupar nas comissões do banco | Unibanco

E cartões sem anuidade

Por vezes, as comissões surgem sob a forma de anuidade dos cartões de débito e de crédito. Também aqui deve procurar instituições financeiras que não cobrem este valor ou, pelo menos, o isentem caso sejam realizadas compras acima de um determinado montante. O cartão Unibanco Atitude é um bom exemplo, pois além de ser um cartão de crédito sem anuidade, ainda vem com uma oferta de cashback e oferece a possibilidade de fracionar os pagamentos em 3x sem juros (em compras acima dos 300€), mais o acesso entre 20 a 50 dias de crédito sem juros.

Instituições digitais oferecem mais vantagens

Instituições que permitem subscrever produtos online oferecem óbvias vantagens sobre as outras. Permitindo evitar, desde logo, deslocações físicas que significam uma maior perda de tempo e de dinheiro. Sobretudo com a gasolina a preços tão caros. É esse o caso da Conta Unibanco. A adesão é muito simples, é gratuita, e pode ser feita totalmente online, mas permite fazer compras pela internet e em lojas físicas, efetuar pagamentos ou receber e enviar dinheiro, tanto em Portugal como no estrangeiro. A partir de qualquer lado e a qualquer hora. Tudo o que se faria numa conta “normal”, mas sem as mesmas limitações.

Dar preferência aos canais online

Optar pelos serviços de homebanking, MBWay e pelo Multibanco ainda é a melhor forma de poupar. Para já porque é muito mais cómodo, mesmo no caso do multibanco, que se encontram a “cada esquina”. Mas estes serviços são preferíveis sobretudo porque (ainda) permitem realizar diversas operações bancárias sem quaisquer custos associados . É o caso das transferências interbancárias, dos pedidos ou cancelamentos de cartões, ou solicitações de novos créditos. Alguns bancos cobram já pelo uso destas funcionalidades online, mas mesmo nestes casos o valor continua a ser inferior ao praticado ao balcão. Felizmente, também existem outras instituições onde estas operações permanecem gratuitas. É o caso do MBWay na App Unibanco, que continua a permitir fazer transferências imediatas sem qualquer custo associado. Compensa fazer a escolha mais informada.

Como poupar nas comissões do banco | Unibanco

Consolidar todos os produtos numa única instituição

A ideia de não colocar todos os ovos no mesmo cesto faz sentido, mas não quando se está a pagar pelo cesto. E não é pouco. Muitos portugueses possuem mais do que uma conta bancária que raramente usam – ou usam apenas para algo específico −, mas pelas quais pagam comissões.  O melhor será acabar com estas duplicações de custos e solidificar todos os seus produtos na mesma instituição. No caso de ter diferentes créditos a poupança pode ainda ser superior, pois ao consolidar, também, esses créditos num só estará ainda a reduzir as prestações mensais e os juros da dívida. Para saber mais sobre a consolidação de créditos pode ler este artigo – Crédito Consolidado: uma solução mais em conta e consultar a página do Unibanco. Boas poupanças.

Por C-Studio / Cofina Media