Esqueça o pão. Vamos fazer  velas em casa Esqueça o pão. Vamos fazer  velas em casa

Esqueça o pão. Vamos fazer velas em casa

Esqueça o pão. Vamos fazer velas em casa

Um novo hobby para decorar a casa, oferecer presentes personalizados sem gastar dinheiro ou, até, encontrar um novo rendimento. Vamos aprender a fazer velas em casa em sete simples passos.


Publicado em 03-Mar-2021

Se é fã de projetos “Faça Você Mesmo”, se gosta de trabalhar com as mãos ou simplesmente gostava de experimentar qualquer coisa diferente em tempos de confinamento, então venha descobrir o maravilhoso mundo das velas em casa: é fácil, tão fácil que é à prova de desajeitados, e as recompensas são aos milhões.

Podemos brincar com fragrâncias, cores e formas. Podemos decorar a casa, criando um ambiente mais acolhedor e podemos criar presentes personalizados, algo que amigos e parentes possam valorizar, e sem gastar praticamente dinheiro nenhum. Com alguma prática, quem sabe até se não vira perito e encontra uma nova forma de aumentar o rendimento disponível. Tudo pode começar com estes sete simples passos.

Esqueça o pão. Vamos fazer  velas em casa | Unibanco

Passo 1 – A preparação

Encontre uma área de trabalho desafogada. Se tiver uma bancada de trabalho, melhor. Se não, considere proteger a zona com um pano ou jornais para evitar acidentes. Depois necessita de uma faca afiada, para cortar a cera, de um recipiente onde derreter, de uma espátula para mexer e, naturalmente, de um recipiente onde colocar a cera e o pavio – ou seja, onde faz a vela. Ajuda ter um pequeno pau, que pode ser de espetada, de gelado ou pauzinhos de chineses. Dependendo de ser uma vela aromatizada e/ou colorida, vai necessitar também de fragrâncias e cor.

Esqueça o pão. Vamos fazer  velas em casa | Unibanco

Passo 2 – Encontrar a cera

Existem várias alternativas disponíveis online. A parafina é, sem dúvida, a opção mais comum e barata, mas com o inconveniente de ser um derivado de petróleo. A cera de abelha é outra hipótese, já completamente natural e que funciona bastante bem com óleos essenciais. A cera de soja fica um pouco mais cara, mas além de ser natural, e funcionar muito bem com os aromas, também demora mais tempo a derreter. Se tiver alguns restos de vela em casa também pode, sem dúvida, utilizar. Será obviamente a opção mais ecológica, pois está a reutilizar a matéria-prima em lugar de consumir uma nova.

Passo 3 – Derreter

Comece por cortar a cera em pequenos pedaços. Não precisam de ser mínimos, mas quanto mais pequenos forem mais rápida e uniformemente vai derreter a cera. Veja previamente as quantidades necessárias: cerca de 100 g de cera darão sensivelmente para 100 ml de cera líquida. Se comprou a cera veja se a embalagem tem instruções sobre o processo, mas em qualquer caso pode sempre deixar que derreta lentamente, mexendo com alguma frequência. Pode fazê-lo em banho-maria, diretamente numa caçarola em lume brando, ou até no micro-ondas. Neste caso, tendo o cuidado de aquecer com intervalos regulares para ir mexendo.

Esqueça o pão. Vamos fazer  velas em casa | Unibanco

Passo 4 – Colorir e aromatizar

Quando a cera estiver líquida, é a altura certa para juntar o óleo essencial com a fragrância desejada, e também o corante com a cor. Num e noutro caso mexendo bem para que se diluam perfeitamente na cera.

Para colorir, uma boa alternativa aos corantes artificiais será reutilizar velhos lápis de cera que possua – o que é, mais uma vez, a opção amiga do ambiente. O segredo, obviamente, está no nome, e os lápis de cera vão derreter com facilidade. Se for esse o caso, corte-os também em pequenos pedaços e coloque ao lume ao mesmo tempo que o resto da cera e prossiga naturalmente.

Esqueça o pão. Vamos fazer  velas em casa | Unibanco

Passo 5 – A forma

Uma vez eleito o recipiente, não se esqueça do pavio! Pode utilizar qualquer fio de algodão, mas é facílimo comprar online um pavio dedicado, com uma base. Pode usar cola para o prender, ou até um pouco da cera. Faça esse processo depois de retirar a cera do lume, pois é importante que esta foque uns minutos a repousar antes de a verter para o pote. Tenha atenção para manter o pavio centrado e, no final, reserve um pouco da cera derretida, pois será necessária mais tarde.

Se preferir utilizar a vela sem invólucro também é muito simples, e só precisa de untar bem o molde com vaselina antes de verter. Depois de bem seca, a vela deverá soltar-se com facilidade. 

Esqueça o pão. Vamos fazer  velas em casa | Unibanco

Passo 6 – A decoração

Quem quiser decorar a vela com qualquer objeto dentro da cera (conchas, pétalas, raspas de lima, ou corações), deve aguardar que esta comece a solidificar, até ficar com uma textura mais consistente; isto é necessário para os objetos não ficarem no fundo.

Passo 7 – O arrefecimento

Uma vez terminados todos os passos anteriores, resta deixar a vela secar de um dia para o outro, no entanto, ao fim de 3 ou 4 horas deve verificar se a camada superior não ficou com buracos ou rachas. Nesse caso, deverá verter o resto da cera que reservou. E pronto, falta apenas acertar o pavio, que não deve ficar com mais de centímetro e meio, e já terminou a sua primeira vela. Simples, como prometemos no início, mas recorde-se, a prática faz o mestre.

Por C-Studio / Cofina Media